Méliuz apresenta prévia dos dados operacionais referente ao primeiro trimestre de 2021

LinkedIn

O Méliuz apresentou uma prévia dos dados operacionais referente ao primeiro trimestre de 2021.

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:CASH3), nesta segunda-feira (05). Confira o documento na íntegra.

Ao longo do referido trimestre, a companhia abriu 2,4 milhões de novas contas (média de 27 mil contas por dia), chegando a uma base total de 16,4 milhões de contas abertas, crescimento de 73% em relação ao mesmo período de 2020.

O número de usuários ativos registrou um crescimento de 226%, passando de 2,2 milhões no primeiro trimestre de 2020 para 7,1 milhões um ano depois.

Nos três primeiros meses de 2021, a companhia originou para os parceiros do Marketplace um GMV (Volume Bruto de Mercadorias) de mais de R$ 833 milhões, alta de 91% na base anual.

A empresa pretende divulgar os resultados do 1T21 no dia 17 de maio.

VISÃO DO MERCADO

Bradesco BBI

O Bradesco BBI apontou que o Méliuz entregou mais um resultado significativamente melhor do que o esperado, com o número de usuários ativos atingindo 7,1 milhões no primeiro trimestre, enquanto para o ano os analistas estimavam um número de 8,6 milhões.

“Em termos de GMV, apesar de impactado positivamente pela sazonalidade favorável do trimestre, o crescimento de 91% na base anual também nos surpreendeu e vemos sinais de alta em nossa estimativa para 2021. Em outras frentes, as aplicações de cartões mantiveram-se fortes, com 1,4 milhão no trimestre, enquanto a oferta de soluções mais frequentes (cartão presente e recargas de celular) já mostraram impactos positivos no engajamento do usuário, levando a um maior número de transações por usuário e fazendo com que os primeiros usuários iniciem sua jornada de consumo. Ao todo, vemos os dados operacionais do Méliuz  altamente positivos, uma vez que a empresa continua a entregar resultados além de nossas expectativas”, afirmam os analistas. Eles reforçam o Méliuz como a primeira escolha entre três setores (tecnologia, saúde e educação) na cobertura consolidada, com um preço-alvo de R$ 42 para o final de 2021.

Lucro líquido de R$ 19,7 milhões em 2020, avanço de 31,2%

A empresa de cashback Méliuz informou que teve lucro líquido de R$ 19,729 milhões em 2020, avanço de 31,2% sobre o resultado de 2019.

O Ebtida – lucro antes de impostos, depreciação e amortização – atingiu R$ 30,3 milhões, com expansão de 186%.

A receita líquida foi de R$ 125,4 milhões em 2020, com crescimento de 53,9%.

“Os resultados apresentados até aqui são fruto de muito trabalho e da resiliência de um time fora da curva, que foi capaz de resistir em momentos de grandes dificuldades, de se adaptar à nova realidade que vivemos e que mostrou ter espírito empreendedor ao encarar tantos desafios enfrentados ao longo dos últimos quase dez anos. Queremos construir algo muito maior, sem fronteiras, e que nos impulsione a continuar crescendo pelos próximos 10, 15, 20 anos”, diz a mensagem da administração.

A Méliuz terminou 2020 com 14 milhões de contas abertas e 5,3 milhões de usuários ativos. No quarto trimestre, abriu 2,4 milhões de contas, uma média de 25 mil por dia.

A companhia lembra que em fevereiro adquiriu, em um negócio de R$ 120 milhões, o site polonês de cupons Picodi, que atua em 44 países e tem mais de 12 mil lojas na sua plataforma.

As despesas operacionais somaram R$ 85,6 milhões, o que mostra aumento de 41,9%.

Pensando em investir na Méliuz?

A Méliuz é uma empresa mineira de programas de cashback criada em 2011. O negócio da companhia consiste em devolver ao consumidor uma parte do valor gasto na compra de um determinado produto online.

Ao contrário de um programa de fidelidade, em que o dinheiro gasto seria convertido em pontos para descontos, o dinheiro que a Méliuz devolve vai direto para a conta do cliente, que pode gastá-lo ou investi-lo como bem entender.

Para a empresa, o negócio se sustenta por meio das receitas com os anúncios das lojas parceiras que oferecem cashback por meio da sua plataforma. Entre as companhias que são parceiras da Méliuz estão Amazon, Lojas Americanas, Magazine Luiza, Extra, Dell, Casas Bahia, Vivara, L’Occitane, entre outras.

Deixe um comentário