Cielo diz desconhecer razões que possa ter provocado oscilações nos preços de suas ações ontem

LinkedIn

A Cielo divulgou que possa ter provocado as oscilações nos preços de suas ações ontem. A publicação foi uma resposta a um pedido de esclarecimento feito pela B3.

O fato relevante foi feito pela empresa (BOV:CIEL3) nesta quarta-feira (26). Confira o comunicado na íntegra.

A Cielo informa ainda que inquiriu seus acionistas controladores com o objetivo de averiguar se estes têm conhecimento de informações que devam ser divulgadas ao mercado, e recebeu as seguintes manifestações:

  • Bradesco (Columbus Holding) informou que “Não temos conhecimento de nenhum fato que necessite ser divulgado ao mercado”; e
  • Banco do Brasil (BB Elo Cartões Participações) informou que “O Banco do Brasil avalia constantemente suas participações no segmento de meios de pagamento, visando identificar oportunidades e alternativas que contribuam com sua estratégia corporativa e que agreguem valor aos seus acionistas.

Entretanto, informamos que o Banco do Brasil não tem conhecimento de qualquer ato ou fato relevante não divulgado sobre a Cielo e informa que não há, no âmbito de sua governança, qualquer decisão no sentido de alterar a estrutura de controle desta companhia” .

Lucro líquido de R$ 241,3 milhões no primeiro trimestre, avanço de 44,7%

A Cielo, controlada por Bradesco e Banco do Brasil, apresentou lucro líquido de R$ 241,3 milhões no primeiro trimestre deste ano, cifra 44,6% maior que o registrado no mesmo intervalo de 2020. Em relação aos três meses imediatamente anteriores, o resultado da líder das maquininhas encolheu 19,1%, quando a base de comparação é impactada pelo maior volume tradicional à época.

Já o lucro líquido recorrente de R$ 135,8 milhões no primeiro trimestre deste ano, resultado 18,6% menor do que o apurado no mesmo período de 2020 e 54,5% inferior ao do quarto trimestre. Esse valor exclui ganhos não recorrentes de R$ 105,5 milhões com a venda da Orizon, cessão e atualização monetária da plataforma Elo, além da reversão de provisões com novos projetos e reestruturações.

Ebitda – juros, impostos, depreciação e amortização – caiu 20,1% e somou R$ 613,6 milhões, na mesma base de comparação.

receita operacional líquida foi de R$ 2,7 bilhões, recuo de 3,8% ante igual período do ano passado, enquanto a receita de aquisição de recebíveis líquida caiu 49,3% no trimestre e somou R$ 95,8 milhões.

Informações BDM

Deixe um comentário