Ford (F, FDMO34) anuncia joint venture com SK Innovation para fabricar células de bateria para VEs nos EUA

LinkedIn

A Ford Motor (NASDAQ:F) planeja formar uma joint venture com a fabricante de baterias sul-coreana SK Innovation que acabará por fabricar células de bateria para veículos elétricos nos EUA.

As empresas anunciaram na quinta-feira (20) que assinaram um memorando de entendimento para uma joint venture que se chamará BlueOvalSK. A produção das células da bateria, bem como dos módulos de suporte, deve começar em meados da década, disseram as empresas.

O anúncio vem em meio a um aumento esperado nas vendas de veículos elétricos, bem como um impulso da administração Biden para aumentar a produção doméstica de tecnologias críticas para EVs, como células de bateria, que alimentam os veículos.

“À medida que a indústria muda, temos que recorrer a recursos internos agora”, disse o CEO da Ford, Jim Farley, a repórteres na noite de quarta-feira, durante a inauguração da nova picape elétrica F-150 Lightning da montadora.

O fornecimento e a produção de células de bateria são cruciais para as montadoras voltadas para veículos elétricos. Farley comparou isso aos fabricantes de automóveis que construíam seus próprios motores e componentes do trem de força no início do século XX. Ele disse que ajudará a evitar qualquer escassez futura potencial como a que a indústria está experimentando atualmente com chips semicondutores.

Em 2030, a Ford (BOV:FDMO34) espera que a demanda anual de energia para seus veículos seja de até 140 gigawatts (GWh) horas anuais na América do Norte e de até 240 GWh globalmente.

Nos EUA, as empresas planejam produzir inicialmente até 60 GWh por ano. Isso seria energia suficiente para cerca de 600 mil crossover elétrico Mustang Mach-E da montadora, disse Hau Thai-Tang, chefe de plataforma de produto e diretor de operações da Ford, à mídia durante uma ligação na quinta-feira.

A criação da joint venture, relatada pela primeira vez na quarta-feira pela Reuters, está sujeita a acordos definitivos, aprovações regulatórias e outras condições.

Em maio, a Ford esperava vender VEs suficientes para começar a fabricar suas próprias células de bateria em 2025.

A Ford não planejava fazer suas próprias células de bateria até que o CEO Jim Farley assumiu o comando em 1º de outubro. Ele mudou o curso estabelecido por seu antecessor, Jim Hackett, que disse que a montadora não via “nenhuma vantagem” em produzir células de bateria.

O maior rival da Ford, a General Motors (NYSE:GM), está anos à frente em seus planos de baterias EV, recentemente anunciando sua segunda fábrica de Ultium de US$ 2,3 bilhões nos EUA para produzir células de bateria por meio de uma joint venture com a LG Chem. As duas empresas já estão construindo uma fábrica da Ultium Cell em Lordstown, Ohio, que deve ser concluída em 2022.

As duas fábricas da GM (BOV:GMCO34) nos Estados Unidos devem entrar em operação antes da produção da Ford.

Deixe um comentário