JBS foi uma das empresas afetadas pela suspensão de exportação de carne de aves do Brasil para a Arábia Saudita

LinkedIn

A JBS foi uma das companhias afetadas pela suspensão de exportações de carne de aves do Brasil para a Arábia Saudita, confirmou a companhia sem detalhar quantas e quais fábricas foram suspensas.

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:JBSS3) nesta quinta-feira (06).

Em nota, a JBS disse que procurou a Saudi Food and Drug Authority (SFDA, na sigla em inglês), autoridade sanitária do governo saudita, para dialogar e entender as motivações para o bloqueio dos embarques da proteína.

“A produção antes destinada à Arábia Saudita já foi redirecionada para outros mercados”, afirmou a empresa que é uma das maiores processadoras de carnes do mundo.

A concorrente BRF (BRFS3) disse por meio da assessoria de imprensa que não teve nenhuma fábrica suspensa nesta atualização de habilitações da SFDA.

Em nota conjunta com o Ministério das Relações Exteriores, o Ministério da Agricultura brasileiro afirmou nesta quinta-feira que 11 unidades exportadoras foram impedidas de enviar carne de aves para o mercado saudita.

A JBS pretende divulgar os resultados do 1T21 no dia 13 de maio.

Lucro líquido de R$ 4,6 bilhões em 2020, queda de 24,2%; No 4T20, lucro dispara 65%

Em 2020, o lucro líquido da JBS totalizou R$ 4,6 bilhões, o que significa uma redução de 24,2% em relação aos R$ 6 bilhões do ano anterior. Essa queda, porém, reflete o prejuízo não caixa do primeiro trimestre, quando a alta do dólar pesou sobre o valor das dívidas em moeda estrangeira. Não fosse isso, o resultado da companhia brasileira de carnes teria ficado perto dos R$ 10 bilhões.

No acumulado de 2020, o Ebitda ajustado totalizou R$ 29,5 bilhões, um incremento de 48,7%. Assim, a margem Ebitda caiu 0,7 ponto no trimestre, para 9,9%, mas aumentou 1,2 ponto no ano, para 10,9%.

Em 2020, a receita líquida aumentou 32,1%, ultrapassando R$ 270 bilhões pela primeira vez.

A JBS encerrou 2020 com R$19,7 bilhões em caixa. Adicionalmente, a JBS USA possui US$2,0 bilhões disponíveis em linhas de crédito rotativas e garantidas, equivalentes a R$10,2 bilhões ao câmbio de fechamento do trimestre, o que confere à JBS uma disponibilidade total de R$29,9 bilhões, mais de seis vezes superior a sua dívida de curto prazo.

Deixe um comentário