Klabin aprova atualização de escopo da 2ª etapa do Puma II para instalação de uma máquina de papel cartão

LinkedIn

O Conselho de Administração da Klabin aprovou a atualização de escopo da segunda etapa do Projeto Puma II, para a instalação de uma máquina de papel cartão.

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:KLBN3) (BOV:KLBN4) (BOV:KLBN11), nesta quarta-feira (05). Confira o documento na íntegra.

O Projeto Puma II, aprovado em 16 de abril de 2019 contempla a expansão de capacidade no segmento de papéis para embalagem, por meio da construção de duas máquinas de papel com produção de celulose integrada, na unidade industrial Puma no município de Ortigueira, no Paraná.

A primeira etapa consiste na construção de uma linha de fibras principal para a produção de celulose não branqueada integrada a uma máquina de papel kraftliner e kraftliner branco (white top liner) com capacidade de 450 mil toneladas anuais, que serão comercializados sob a marca Eukaliner®, primeiro papel kraftliner do mundo produzido a partir de 100% de fibras de eucalipto. O startup desta etapa está planejado para a segunda quinzena de julho de 2021.

A segunda etapa, que originalmente contemplava a construção de uma máquina de papel kraftliner, após a revisão dos estudos mercadológicos, de engenharia e de viabilidade econômica, contará com a instalação de uma máquina de papel cartão integrada a uma linha de fibras complementar, com capacidade de produzir 460 mil toneladas anuais.

Segundo a Klabin, a construção da segunda etapa terá início imediato, com previsão de startup no segundo trimestre de 2023.

De acordo com a empresa, a mudança da segunda etapa para viabilizar a produção de papel cartão levou em consideração, dentre diversos aspectos, como o crescimento esperado para o mercado de cartões, produto sustentável, impulsionado pelo potencial de substituição de plástico de uso único; a diversificação do mix de produtos da companhia; a estabilidade histórica do preço de cartões e a consolidação da Klabin como produtor global de cartões LPB (Liquid Packaging Board) e cartões CUK (embalagens cluster para latas e garrafas).

A alteração do escopo da segunda fase do Projeto demandará um investimento bruto adicional de R$ 2,6 bilhões.

“Assim, o investimento bruto total do Projeto Puma II, atualizado pela variação cambial e inflação, e incluindo o investimento incremental para a conversão da máquina da segunda etapa para a produção de papel cartão, totaliza R$ 12,9 bilhões, dos quais R$ 1,2 bilhão em impostos recuperáveis”, explicou a Klabin no comunicado.

Deste montante R$ 5,8 bilhões foram desembolsados até março de 2021 e o restante será desembolsado até 2023.

“Os investimentos do projeto serão financiados pela posição de caixa da companhia e a geração de caixa proveniente dos negócios correntes, podendo ser complementado pelo saque de financiamentos já contratados e ainda não sacados, que somam R$ 7,0 bilhões de disponibilidade ao final de março de 2021. Desta forma, não há necessidade de contratação de financiamentos adicionais para o Projeto”, afirmou a Klabin.

Segundo a companhia, a instalação da máquina de papel cartão, além da maior geração de valor aos acionistas, reforça o modelo de negócio: integrado, diversificado e flexível.

VISÃO DO MERCADO

Bradesco BBI

O Bradesco BBI avalia o anúncio da Klabin como positivo, mas já esperado. O banco diz que a implementação completa de PUMA II deve adicionar R$ 2 bilhões de Ebitda para a Klabin, 40% a mais do que os níveis de 2020. O investimento também dilui o impacto da divisão de celulose, que é mais cíclica, o que pode dar apoio a uma reavaliação dos papéis.

Bradesco BBI mantém recomendação de compra com preço-alvo de R$ 38,00…

Credit Suisse

Apesar da notícia sobre o investimento da Klabin, o Credit Suisse mantém avaliação neutra sobre a empresa. O banco acredita que o grande investimento deve gerar fluxo livre de caixa negativo em 2021 e pressionar o endividamento.

Credit Suisse mantém preço-alvo de R$ 31,50…

Itaú BBA

O Itaú BBA afirma que o projeto da Klabin contribui para o valor dos papéis, por adicionar maior eficiência e resiliência para as operações da empresa no futuro. Também diz que o crescimento forte no mercado de placas justifica a mudança no projeto, e que volumes contratados reduziriam riscos. O banco diz que o investimento não deve afetar o pico de endividamento da Klabin, esperado para meados de 2021, já que as tendências operacionais são fortes.

Itaú BBA mantém recomendação de compra com preço-alvo de R$ 38,00.

Morgan Stanley

O Morgan Stanley ressalta que a mudança do escopo de PUMA II faz sentido devido à alta na produção de papéis para embalagem prevista para os próximos anos. O banco diz que não vê impacto negativo da mudança, em termos de retorno sobre investimento.

Morgan Stanley mantém recomendação de compra com preço-alvo de R$ 38,00…

⇒ Confira a agenda completa da divulgação dos resultados do 1T21

Prejuízo líquido de R$ 2,3 bilhões em 2020

Em 2020, a Klabin registrou prejuízo de R$ 2,389 bilhões revertendo lucro de R$ 715 milhões no ano anterior. Em todo o ano de 2020 o Ebitda atingiu R$ 4,906 bilhões, ante R$ 4,322 bilhões em 2019, uma alta de 14%.

⇒ Confira a agenda completa da divulgação dos resultados do 4T20 e referente ao ano de 2020. Confira a cobertura completa de todos os balanços referente ao ano de 2020 das empresas negociadas na B3.

A receita líquida da companhia no ano de 2020 foi de R$ 11,949 bilhões, avanço de 16%. O retorno sobre o capital investido (Roic) em 12 meses, de 15,7%, foi o maior em uma década.

Deixe um comentário