Lojas Renner aprova aumento de capital no montante de R$ 7 milhões

LinkedIn

O Conselho de Administração da Lojas Renner, aprovou o aumento de capital social da Companhia, dentro do limite do capital autorizado, em razão dos exercícios de opções de compra de ações pelos participantes da 1ª, 2ª, 3ª e 4ª outorgas oriundas do Plano de Opção de Compra de Ações aprovado em Assembleia Geral Extraordinária.

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:LREN3) nesta quinta-feira (20). Confira o documento na íntegra.

O aumento do capital social foi no montante de R$ 7.712.264,50, passando de R$ 7.783.325.791,70 para R$ 7.791.038.056, divididos em 898.500.463 ações ordinárias.

Foram emitidas 330.253, sendo:

  • da 1ª outorga: 87.820 ações ordinárias ao preço de R$ 14,00;
  • da 2ª outorga: 126.596 ações ordinárias, ao preço de R$ 19,74;
  • da 3ª outorga: 86.899 ações ordinárias ao preço de R$ 32,92;
  • da 4ª outorga: 28.938 ações ordinárias ao preço de R$ 38,81.

Segundo a Renner, a emissão decorrente do aumento de capital irá gerar uma diluição de 0,036755963%, conforme Planos de Opções de Compra de Ações aprovados em Assembleia.

A cotação média nos últimos 90 (noventa) dias das ações LREN3 foi de R$ 40,80.

Prejuízo líquido de R$ 147,7 milhões no 1T21, revertendo lucro

A varejista Lojas Renner registrou prejuízo líquido de R$ 147,7 milhões no primeiro de 2021, depois do lucro líquido de R$ 7,1 milhões no mesmo período do ano passado.

receita operacional líquida das vendas de mercadoria foi de R$ 1,4 bilhão no trimestre, queda de 12,0% quando comparado ao mesmo período de 2020.

ebitda – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – ajustado total no trimestre, que inclui a operação de varejo e produtos financeiros e exclui arrendamentos, foi de R$ 31,8 milhões, queda de 85,5% em base anual. Já o ebtida da operação de varejo ajustado anotou resultado negativo de R$ 171,3 milhões, uma queda acentuada de 303,0%, na mesma base de comparação.

Informações Eu Quero Investir

Deixe um comentário