Ultrapar (UGPA3): lucro líquido de R$ 137 milhões no 1T21, queda de 19%

LinkedIn

A Ultrapar obteve lucro líquido de R$ 137 milhões no primeiro trimestre de 2021, queda de 19% e 68% na comparação anual e trimestral, fruto do aumento na despesa financeira líquida e de créditos tributários extemporâneos registrados no 1T20 e 4T20, parcialmente compensados pelo maior ebitda.

A receita líquida, que consolida os resultados de Ipiranga, Oxiteno, Ultragaz, Ultracargo e Extrafarma, totalizou R$ 23,95 bilhões, alta de 12% ante o mesmo trimestre do ano anterior. Em relação ao 4T20, a receita líquida cresceu 3%, reflexo principalmente do maior faturamento na Ipiranga.

O Ebitda – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – ajustado aumentou 5% na comparação anual, para R$ 996 milhões. Sem considerar os ajustes, o ebitda teria sido o mesmo, mas 15% acima do apurado um ano antes.

A Ultrapar apresentou despesa financeira líquida de R$ 377 milhões, acima dos R$ 187 milhões de um ano antes, devido à desvalorização cambial.

Segundo a administração da Ultrapar, todos os negócios do grupo tiveram crescimento de Ebitda, o que mostra resiliência, apesar da continuidade da pandemia e uma nova onda de restrições.

A geração de caixa caiu de R$ 932 milhões no primeiro trimestre de 2020 para R$ 128 milhões no mesmo período de 2021 devido ao maior investimento em capital de giro neste ano realizado após o aumento dos preços de combustíveis e do gás.

Áreas de negócios

Por área de negócio, o volume da Ipiranga alcançou 5,367 mil metros cúbicos (m/3) no primeiro trimestre, 2% menor que na comparação anual. Na Oxiteno, o volume total ficou estável em relação ao 1T20 e alcançou 181 mil toneladas no período.

Na Ultragaz, o volume total foi de 406 mil toneladas, queda de 4% na comparação anual, sendo 274 mil toneladas de gás envasado e 132 mil toneladas a granel, queda de 5% e 1%, respectivamente.

A Extrafarma encerrou o trimestre com 402 lojas, queda de 2% em relação às 411 unidades no mesmo período de 2020, das quais 80% tinham mais de três anos, ante 60% de um ano antes. A receita bruta totalizou R$ 517 milhões, queda de 1% na mesma base de comparação.

Por fim, na Ultracargo a armazenagem efetiva média subiu 3% e alcançou 843 mil m/3 no trimestre em comparação ao mesmo intervalo do ano anterior. Ao final do trimestre, a dívida líquida consolidada da Ultrapar era de R$ 11,9 bilhões, leve alta em relação aos R$ 11,4 bilhões, na comparação anual. A alavancagem, medida pela relação dívida líquida por ebitda, encerrou o período em 3,3 vez, igual à do mesmo período de 2020 e 0,3 acima do 4T20, em função do aumento da dívida líquida em base trimestral.

Os resultados da Ultrapar (BOV:UGPA3) referentes às suas operações do primeiro trimestre de 2021 foram divulgados no dia 05/05/2021. Confira o Press release na íntegra!

Teleconferência

Em teleconferência, o presidente da Ultrapar, Frederico Curado, afirmou que não houve nenhuma mudança no processo de negociação em decorrência da mudança da diretoria da estatal. “Houve confirmação ou até aceleração do processo”, disse Curado.

Segundo o presidente, a “privatização de metade do refino do Brasil” trará uma dinâmica “muito diferente” para o segmento.

Além de refino de petróleo, o gás natural é foco de avaliação da Ultrapar para potencial investimento, conforme o executivo.

A alavancagem é um tema prioritário para a companhia, segundo o presidente, “ mas não um ponto que assuste”. “Estamos bem focados em trazer a alavancagem para baixo, para que tenhamos restauração da nossa capacidade de novos investimentos”, disse Curado. Segundo ele, há expectativa de gradual redução da alavancagem da Ultrapar ao longo de 2021.

Na avaliação do executivo, a “janela” para importação de diesel está equilibrada, mas para gasolina continua fechada. A Ipiranga monitora a comparação dos preços externos e internos da gasolina. “Oscilações de preços fazem parte do dia a dia do negócio de distribuição de combustíveis”, disse o diretor financeiro e de relações com investidores, Rodrigo Pizzinatto.

VISÃO DO MERCADO

Credit Suisse

O Credit apontou que os números de Ultra vieram dentro do esperado com exceção para os dados melhores do que o esperado em Oxiteno e piores do que o esperado em Extrafarma. Já a A Ultragaz esta com alguma dificuldade em repassar custos e a Oxiteno dá sinais de que vai ter um ano de 2021 bastante forte. O Ebitda recorrente de Ultrapar ficou em R$ 996 milhões (alta de 22% na comparação trimestral), em linha com as projeções dos analistas do Credit.

Credit Suisse tem recomendação neutra com preço-alvo de R$ 24,00…

Deixe um comentário