5 ações que podem “dar match” neste Mês dos Namorados

LinkedIn

Originalmente na língua inglesa, match significa “corresponder a algo”, mas foi no mundo dos sites de relacionamentos que a palavra ficou famosa, ocorrendo quando duas pessoas se interessam uma pela outra, aí diz-se que deu match! Para os mais convencionais, é o mesmo que achar sua metade da laranja, a cara-metade, a tampa da panela, o recheio da bolacha (ou biscoito, como prefira), o queijo da goiabada e essas coisas.

Acontece que, quando trazemos isso para o mercado financeiro, também existem algumas ações que prometem dar match neste Mês dos Namorados. E, se você ainda não comprou nada para dar ao seu match oficial no dia 12 de junho, quem sabe um lote desses papéis pode ser uma boa sugestão.

VALE3 – Vale

Em junho, para essa ação foram feitas nada menos do que 17 recomendações de compra, conforme indicações de analistas das melhores corretoras, bancos e casas de análise do mercado.

De acordo com a equipe de análise da Ágora Corretora, em relatório, “no curto e médio prazos, a empresa deve se beneficiar do aumento da produção de minério de ferro, que continua surpreendendo positivamente, e inclusive melhoramos nossas estimativas de preço de minério de ferro de 2021/22/23 para US$ 150/90/80, de US$ 140/80/75. Vemos as baixas taxas de juros, a expansão fiscal e um dólar mais fraco apoiando um novo ciclo de investimentos globais forte, com a produção chinesa permanecendo forte”.

O BTG Pactual também é otimista quanto a mais retornos positivos da Vale, porém ressalta em seu relatório que “os preços do minério de ferro em ~US$ 200/t parecem estar próximos do nível de pico, mas vemos uma margem de segurança relevante na ação: a preços spot [atual], a Vale gera ~35% de seu valor de mercado em caixa livre, ou ~3% mensalmente. Mesmo assumindo uma correção de ~40% nos preços do minério de ferro em 2022, a Vale estaria negociando a 3,3 Ev/Ebtida 2022, que consideramos excessivamente descontado”.

Já para o BB Investimentos, dessa vez fazendo-se uma análise gráfica, é possível perceber que “alternando movimentos de correção de curto prazo, o papel se mantém em claro movimento ascendente, oscilando próximo ao seu topo histórico”.

PETR4 – Petrobras

A segunda ação mais recomendada para junho foi a da petroleira brasileira, mencionada 11 vezes nos portfólios sugeridos de investimentos. Para os analistas da Mirae Asset, relembrando os resultados apresentados pela companhia no primeiro trimestre, em se tratando dos números operacionais, especificamente, “no geral o resultado foi mais forte do que o esperado, beneficiado pelo aumento de preços e impactos nos estoques principalmente. No período ocorreram paradas para manutenção e esperamos que a produção dos trimestres seguintes aumente. A ação continua muito descontada em Bolsa”.

Concordam que PETR4 é um papel que está com desconto atrativo os analistas da Toro Investimentos. Segundo eles, além de descontadas, as ações “também estão com múltiplos mais descontados face aos pares internacionais, precificando de certa forma as incertezas oriundas do cenário político nacional”. Somado à previsão de um aumento da demanda por petróleo devido à retomada econômica atual, a equipe de análise acredita que os papéis podem entregar uma boa valorização no curto prazo.

BBDC4 – Bradesco

Depois de duas empresas de commodities terem sido fortemente recomendadas para o Mês dos Namorados, surge um banco, o Bradesco, que foi por 10 vezes mencionado nas carteiras dos analistas.

Uma dessas equipes que projetam boas perspectivas para as ações do banco pertence à XP Investimentos. Segundo os analistas: “Durante o mês de maio, as ações do Bradesco performaram acima do índice Ibovespa impulsionadas principalmente pelo tom mais hawkish [otimista] dos mercados na segunda quinzena do mês. Com isso, mantemos nossa recomendação de compra baseada em: i) fonte de receitas diversificada e defendida, contando com a maior seguradora e um dos maiores bancos de investimentos do Brasil; ii) grande potencial de ganho de eficiência com redução da operação física e digitalização do banco; e iii) valuation atrativo”.

Quem também ressalta esses pontos e recomenda BBDC4 é a equipe da Ativa Investimentos. Segundo ela, não apenas o desempenho revelado no primeiro trimestre deste ano pelo banco é um forte propulsor da ação, mas existe muito boa perspectiva futura, como é o caso da alta dos juros, que pelas estimativas eles podem alcançar 6% a.a. até o fim de 2021. “Soma-se a isso a expectativa por um bom desempenho no segmento de seguros, com crescimento dos prêmios emitidos, e das iniciativas digitais do banco, que devem otimizar custos e atrair novos clientes”, revelam em relatório.

B3SA3 – B3

Já com 8 indicações ficaram as ações da nossa Bolsa de Valores brasileira, que a XP avalia com otimismo, considerando “a retomada do mercado de capitais e com as taxas de juros ainda em patamares baixos”. Corroboram com essa avaliação os analistas da Ágora Investimentos, que acreditam em uma crescente participação dos investidores pessoa física e em um mercado de capitais mais aquecido, o que tende a valorizar B3SA3. Sobre as taxas de juros, que estão em trajetória de alta, eles são categóricos: “ressaltamos que, enquanto as taxas permanecerem em um dígito baixo, não vemos uma migração da renda variável para a renda fixa”.

Outra equipe que também vê com bons olhos a ação da Bolsa é a da Singulare. Segundo os analistas, a B3 vai continuar entregando bons resultados nos próximos trimestres. “Essa visão, combinada com valuations atrativos, sustenta nossa recomendação de compra para o papel”, revelam em relatório.

BPAC11 – BTG Pactual

Essa ação já vem em combo para poder presentear no Dia dos Namorados. As units do BTG são compostas de uma ação ordinária e duas preferenciais. Para junho, elas receberam 7 recomendações dos analistas.

E assim como o Bradesco entra forte nesse ranking, o BTG segue a mesma tendência e se beneficia também da baixa dos juros, porém existem outros fatores que agregam para as projeções de novos bons patamares da ação. De acordo com a equipe de análise da Guide, “a expansão do banco para o segmento digital deve continuar a gerar maior alavancagem operacional, com a expansão do portfólio de produtos, atingindo setores ainda pouco explorados”. Além disso, a Guide reforça que os follow-ons realizados até agora pelo BTG deixaram a companhia em níveis confortáveis de liquidez, e que um novo follow-on já previsto para ainda este ano pode ajudar a manter o ritmo de crescimento.

BPAC11 também está na chamada Carteira Valor da XP para junho, em que aparecem apenas cinco ativos, com peso de 20% cada um. A justificativa para a entrada do banco é que o papel dele está em uma tendência altista. “Reforçamos que a carteira é formulada com base na análise técnica, de modo a acompanhar o fluxo e a tendência dos papéis. O intuito é que a média do retorno dos ativos, ao final do mês, supere o Ibovespa”, revela a XP em seu relatório.

Essas foram as ações mais recomendadas para o mês de junho e, se quiser conferir o ranking completo, acesse aqui a matéria especial da ADVFN com as ações mais indicadas para o mês. Aproveite e confira ainda as carteiras completas de 28 corretoras, bancos e casas de análise que recomendam portfólios inteiros de ações para investir. E não se esqueça: o Dia dos Namorados está chegando, presenteie a si mesmo ou quem você ama com o que há de melhor no mercado, sempre de olho na estratégia e no perfil de investimentos. Afinal, para dar match tem que ser do seu jeito.

Deixe um comentário