BB Seguridade aprova emissão de debêntures no valor de R$ 550 milhões

LinkedIn

A BB Seguridade informou que foi encerrada a primeira emissão de debêntures subordinadas, não conversíveis em ações, emitidas pela Brasilprev.

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:BBSE3) nesta terça-feira (15).

A emissão é composta por 550.000 debêntures com valor nominal unitário de R$ 1.000,00,, perfazendo o montante total de R$ 550 milhões. Para todos os fins e efeitos legais, a data de emissão das debêntures é 07 de junho de 2021 e terão prazo de vigência de 5 anos contados da Data de Emissão.

Sobre o Valor Nominal Unitário das Debêntures incidirão juros remuneratórios correspondentes a 100,00% da variação acumulada das taxas médias diárias do DI –Depósito Interfinanceiro de um dia, expressas na forma percentual ao ano, base 252 dias úteis, calculadas e divulgadas diariamente pela B3 (BOV:B3SA3), acrescida exponencialmente de sobretaxa de 2,00% ao ano, base 252 dias úteis.

“Os recursos captados por meio da emissão serão utilizados pela Brasilprev conforme o necessário para cobertura do capital mínimo requerido, diz a BB Seguridade.

A Brasilprev se torna, dessa forma, a primeira companhia regulada pela Susep (Superintendência de Seguros Privados) a emitir debêntures subordinadas, que permitiu, segundo a BB, “um grande avanço nas regras de requerimento de capital aplicadas à indústria brasileira de seguros.”

VISÃO DO MERCADO

Guide Investimentos 

Avaliamos que o movimento deve reforçar a estrutura de capital da companhia e permitir acelerar seu crescimento  nas frentes de seguros e capitalização em meio a recuperação econômica com a reabertura comercial.

BB Seguridade (BBSE3): lucro líquido ajustado de R$ 977,1 milhões, alta de 10,7%

A holding BB Seguridade, braço de seguros, previdência privada e capitalização do Banco do Brasil, registrou um lucro líquido de R$ 977,1 milhões no primeiro trimestre de 2021, alta de 10,7% em comparação com o mesmo período de 2020, apesar do agravamento da pandemia e do aumento dos sinistros relacionados à Covid-19.

resultado operacional consolidado das empresas do grupo, que incluem Brasilseg, Brasilprev e Brasilcap, cresceu 7,4% entre janeiro e março deste ano frente ao mesmo período de 2020 e atingiu R$ 912 milhões.

resultado financeiro combinado cresceu 33,0% em relação ao mesmo período de 2020, ajudado por um movimento mais benéfico dos índices de inflação que atualizam os ativos e passivos dos planos de previdência tradicionais. Entre janeiro e março deste ano, o resultado financeiro alcançou R$ 65 milhões frente a R$ 49 milhões um ano antes e a um prejuízo de R$ 109 milhões no quarto trimestre do ano passado.

Deixe um comentário