Dólar fecha em alta acompanhando o exterior e atendo a política local

LinkedIn

O dólar comercial encerrou o dia em alta de  1,45% sendo cotado a R$ 5,045 venda e a R$ 5,044 para compra, os investidores demonstram cautela diante da Comissão de Infraestrutura e Serviços (CI) da pandemia e a crise política instalada após denúncia de corrupção na compra de vacinas.

O cenário externo que já era de vantagem para o dólar diante de moedas de países estrangeiros, ganhou ainda mais força no Brasil e por isso sobe mais de 1%.

“O mês de julho começa com reverberações políticas originadas no primeiro semestre de 2021. A tensão em Brasília circunscreve denúncias na compra de vacinas e os mercados financeiros estão acompanhando de perto os ruídos que se propagam do Distrito Federal e permeiam todo o Brasil. Depreende-se, pois, que frente às investigações da CPI da Covid e de tais denúncias de corrupção a fragilização do governo federal tende a ser inegável na perspectiva de alguns segmentos sociais e principalmente do denominado Centrão”, afirmou, em relatório, Pedro Molizani, trader da mesa de câmbio do Travelex Bank.

O analista de investimentos da Ajax Capital, Rafael Passos, reforça que o movimento da taxa de câmbio na sessão reflete a cautela local com o cenário político. “Aqui, a política pesa não só com o desconforto diante o ‘superpedido de impeachment’ [do presidente Jair Bolsonaro], como também com as últimas sessões da Comissão Parlamentar de Inquérito [CPI] que trazem desgastes ao governo”, avalia.

Em depoimento na CPI que investiga os gastos do governo federal no combate à pandemia do novo coronavírus, o representante comercial da Davati, Luiz Roberto Dominguetti, disse que o deputado federal Luis Miranda procurou a empresa para tentar intermediar a compra de vacinas contra a covid-19 para um comprador, e apresentou um áudio em que o parlamentar comenta o assunto.

Dominguetti é ouvido porque delatou uma tentativa de cobrança de propina pelo ex-diretor de logística do Ministério da Saúde, Roberto Dias – exonerado do cargo esta semana -, em uma negociação sobre compra de vacinas. Em meio às denúncias de corrupção em contratos de aquisição de vacinas, um grupo composto por partidos políticos, parlamentares, movimentos sociais e entidades da sociedade civil protocolou ontem, na Câmara dos Deputados, o chamado “superpedido” de impeachment do presidente Bolsonaro, no qual aponta pelo menos 21 crimes de responsabilidade.

“A gente não vê isso ganhando força, com o Arthur Lira [presidente da Câmara] ao lado do governo. Não acho que isso vá para frente, mas o fluxo de notícias é mais negativo para o governo e reflete em volatilidade”, diz o analista da Ajax Capital, acrescentando que a oscilação na taxa de câmbio exibida na sessão “é normal” para o início de mês, de trimestre e de semestre.

Na mínima do dia chegou a R$ 4,948 e na máxima a R$ 5,051. No futuro, o contrato com vencimento em agosto subia 1,6% a R$ 5,0497 volta das 17h. Lá fora, o Dollar Index operava com ganhos de 0,36%, aos 92,380 pontos. As principais moedas de países emergentes seguiam mistas, com o peso mexicano em queda de 0,7%.

Data Compra Venda Variação Variação
01/07/2021 5,0443 5,0453 1,45% 0,0721

💵 Está pensando em viajar? Faça a conversão de moedas gratuitamente!

🇧🇷 – US$ 1 = R$ 5,04
🇪🇺 – US$ 1 = €$ 0,84
🇬🇧 – US$ 1 = £$ 0,72

Acompanhe como foi a evolução do dólar no último mês:

Gráficos GRATUITOS na br.advfn.com

(Com informações da TC,  UOl e Agencia CMA)

Deixe um comentário