Confira os Indicadores Econômicos desta terça-feira (20/07/2021) - IPP, BCE, Construções de Moradias…

LinkedIn

Confira os principais indicadores econômicos de hoje, em destaque as construções de moradias nos Estados Unidos subiram 6,3% em junho ante maio, para 1,643 milhão de unidades, pela taxa anualizada, ante 1,546 milhão de unidades (dados revisados) no mês anterior, informou o Departamento de Comércio do país. Na comparação com junho de 2020 houve alta de 29,1%.

Europa

  • Índice de preços ao produtor da Alemanha subiu 8,5% em junho

O índice de preços ao produtor da Alemanha subiu 8,5% em junho em relação ao mesmo mês de 2020, segundo dados divulgados pelo escritório federal de estatísticas do país, Destatis. Em maio, o índice havia avançado 7,2%.

Na comparação mensal, o índice de preços ao produtor subiu 1,3% em junho, após a alta de 1,5% em maio.

Os preços de energia cresceram 16,9% em junho em base anual e 2,2% na comparação mensal, enquanto os preços de bens intermediários avançaram 12,7% ante junho de 2020 e 1,8% ante maio.

  • Conta corrente da zona do euro registrou superávit de €12,0 bilhões em maio

A conta corrente da zona do euro registrou superávit de € 12,0 bilhões em maio, em bases ajustadas sazonalmente, após saldo positivo de € 22,0 bilhões em abril. Os dados foram divulgados pelo Banco Central Europeu (BCE).

O saldo da conta corrente mede as trocas com o exterior em mercadorias, serviços, rendas e transferências unilaterais. A balança de bens apresentou superávit de € 25,0 bilhões em maio, mesmo saldo positivo do mês anterior. O resultado do período refletiu exportações de € 209,0 bilhões e importações de € 184,0 bilhões.

A balança de serviços teve superávit de € 6,0 bilhões em maio, após o saldo positivo de € 9,0 bilhões de abril. O balanço de rendas teve saldo negativo de € 5,0 bilhões, após o superávit de € 1,0 bilhões do mês anterior. As transferências unilaterais tiveram déficit de € 14,0 bilhões, após o saldo negativo de € 13,0 bilhões do mês anterior.

Estados Unidos

  • Construções de moradias nos Estados Unidos subiram 6,3% em junho

As construções de moradias nos Estados Unidos subiram 6,3% em junho ante maio, para 1,643 milhão de unidades, pela taxa anualizada, ante 1,546 milhão de unidades (dados revisados) no mês anterior, informou o Departamento de Comércio do país. Na comparação com junho de 2020 houve alta de 29,1%.

O mercado previa alta de 1,1% na construção de moradias em junho em base mensal, depois das 1,572 milhão de unidades originalmente reportadas para maio. Considerando apenas os imóveis residenciais simples, que têm somente uma unidade, as construções somaram 1,160 milhão em junho pela taxa anualizada, subindo 6,3% em relação a maio, quando a taxa foi de 1,091 milhão (dado revisado).

A construção de prédios que abrigam cinco ou mais unidades de moradia atingiu uma taxa anualizada de 474 mil, alta de 6,8% ante maio.

Ásia

  • Banco da China mantém taxa de juros em 3,85% pelo 15º mês consecutivo

O Banco do Povo da China (Pboc, o banco central do país) manteve a taxa de juros de referência para empréstimos no país em 3,85% pelo décimo quinto mês consecutivo, de acordo com comunicado da instituição.

A taxa de referência de um ano para o crédito (LPR, na sigla em inglês) registrou sua última variação em abril de 2020, quando o banco central reduziu de 4,05% nos meses de fevereiro e março. A LPR para cinco anos também não sofreu alterações e ficou em 4,65%.

A taxa, estabelecida em agosto de 2019, é calculada a partir das contribuições para preços de vários bancos – incluindo pequenos credores que tendem a ter maiores custos de financiamento e maior exposição a empréstimos inadimplentes – e visa a reduzir os custos de empréstimos e apoiar a “economia real”.

  • Índice de preços ao consumidor do Japão subiu 0,2% em junho

O índice de preços ao consumidor do Japão subiu 0,2% em junho ante o mesmo mês de 2020 e avançou 0,3% em relação a maio, em dados com ajuste sazonal.

As informações foram divulgadas pelo Ministério de Assuntos Internos e Comunicações do país. Em maio, o índice havia caído 0,1% em base anual e avançado 0,3% em base mensal.

Excluindo preços de alimentos e energia, o índice caiu 0,2% em junho na comparação com junho de 2020 e subiu 0,1% ante maio. Os preços de alimentos subiram 0,1% em base anual e avançaram 0,7% em base mensal, enquanto os de energia (combustíveis, eletricidade e água) tiveram alta de 0,6% no ano e de 0,7% no mês.

Deixe um comentário