Magazine Luiza anuncia a compra da Sode, plataforma de logística de entregas ultra-rápidas

LinkedIn

O Magazine Luiza concluiu a aquisição da Sode Intermediação de Negócios, uma plataforma de logística de entregas ultra-rápidas.

O comunicado foi feito pela empresa (BOV:MGLU3) na segunda-feira (26).Confira o documento na íntegra.

Fundada em 2015 no Porto Digital, polo de tecnologia de Recife, a Sode possui tecnologia proprietária especializada na gestão, roteirização e rastreamento de entregas ultra-rápidas realizadas por parceiros, donos de suas próprias motos.

“Seu algoritmo permite que os pedidos sejam alocados para o parceiro mais próximo, garantindo a entrega mais rápida para o cliente, e a melhor experiência para os lojistas e entregadores”, explicou a varejista.

A Sode já está presente em 8 estados e possui mais de 1.000 entregadores ativos, que realizam atualmente 2 milhões de entregas em termos anualizados. A Sode já é parceira do Magalu na entrega ultra-rápida, possibilitando que os clientes do e-commerce recebam em até 1 hora seus pedidos entregues a partir de uma loja do Magalu.

Essa modalidade de entrega é mais uma vantagem da multicanalidade e já está presente em 30 cidades com 140 lojas.

“Vale destacar que a taxa de conversão é 62% maior para os pedidos com entrega em 1 hora, quando comparada com o prazo de 48 horas. Com a aquisição, o Magalu irá acelerar a expansão da entrega ultra-rápida para a maioria de suas lojas. Dessa forma, com a Sode, a logística do Magalu passa a contar também com entregas utilizando motos, reduzindo ainda mais os prazos e a distância para o cliente final”, destacou a empresa.

Ainda segundo a companhia, em breve a Sode fará entregas ultra-rápidas também para os sellers do marketplace do Magalu, com a entrega a partir da loja do próprio seller, e para os restaurantes parceiros da AiQFome.

O valor da aquisição não foi mencionado.

A empresa pretende divulgar os resultados do 2T21 no dia 04 de agosto.

Magalu (MGLU3): lucro líquido ajustado de R$ 81,5 milhões no 1T21, revertendo prejuízo

Magazine Luiza reverteu o prejuízo visto no primeiro trimestre de 2020 e registrou lucro líquido ajustado de R$ 81,5 milhões no primeiro trimestre de 2021.

Magalu apresentou lucro líquido de R$ 258,6 milhões no primeiro trimestre de 2021, alta de 739,7% ante o mesmo período de 2020. O número, porém, foi beneficiado por receitas e despesas não recorrentes, incluindo ganhos relacionados à reversão de provisões tributárias.

receita líquida nos três primeiros meses do ano teve avanço de 57,7% na mesma comparação, somando R$ 8,525 bilhões.

ebitda – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – ajustado do período foi de R$ 427,2 milhões, alta de 56% em base de comparação anual.

Deixe um comentário