Bom dia ADVFN - Retorno do recesso da CPI da pandemia, mudança no IR e boletim focus na agenda

LinkedIn

Esse é o Bom dia, Investidor!  02 de Agosto de 2021, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!

Bolsas mundiais: o mês de agosto começa com recuperação para os mercados asiáticos, movimento acompanhado pelas ações europeias, juntamente com os futuros de índices dos EUA, à medida que a expectativa por ganhos corporativos vão compensando as preocupações persistentes sobre a repressão regulatória da China e a disseminação da variante delta.

Na Ásia, os mercados fecharam em alta, após uma semana turbulenta. A fabricante chinesa de carros elétricos Xpeng anunciou alta recorde de entregas de veículos em julho, o que contribuiu para que suas ações listadas em Hong Kong tivessem um salto de 10,66%. Foi divulgado o índice do gerente de compras (PMI na sigla em inglês) Caixin/Markit relativo a julho na China, que marcou 50,3 pontos, abaixo da expectativa de analistas ouvidos pela agência internacional de notícias Reuters, de 51,1 pontos. Em junho o indicador havia marcado 51,3 pontos. Qualquer valor acima de 50 indica expansão; abaixo, retração. Em Hong Kong, o índice Hang Seng fechou em alta de 1,06%; no Japão, o índice Nikkei subiu 1,82%; na Coreia do Sul, o Kospi avançou 0,65%; na China, o Shanghai composto subiu 1,97%. As ações do HSBC listadas em Hong Kong avançaram 0,93% após o banco anunciar lucro acima do esperado no primeiro semestre de 2021, além de sua segunda distribuição de dividendos desde o início da pandemia. O banco informou lucro de US$ 10,84 bilhões no primeiro semestre, mais do que o dobro do mesmo período do ano anterior, o que também contribui para a alta de seus papéis listados em Londres.

Na Europa, os índices operam estáveis. O índice Stoxx 600, que reúne as ações de 600 empresas de todos os principais setores de 17 países europeus, sobe 0,7%, com destaque positivo para o setor automobilístico. No domingo, o lobby de fabricantes de carros CCFA-PFA afirmou que a escassez global de semicondutores e o avanço de novas infecções de Covid vêm prejudicando a perspectiva de recuperação do mercado automobilístico da França. Foi o divulgado o PMI industrial da Zona do Euro, relativo a julho, que marcou 62,8 pontos, acima da expectativa de 62,6 pontos.

Nos Estados Unidosos índices futuros americanos têm tendência de alta no momento. Em julho, os principais índices americanos fecharam em alta, apesar de preocupações sobre a perspectiva de retomada econômica com a propagação da variante delta de Covid. O petróleo recua enquanto os investidores pesam as perspectivas da China, além do monitoramento de um aumento nas tensões entre o Irã e os EUA. Até o momento, 59% das empresas que compõem o S&P informaram o desempenho no segundo trimestre, dentre as quais 88% superaram o o consenso do mercado, segundo dados compilados pelo FacSet. Entre as empresas que devem informar seus resultados nesta semana estão Lyft, Uber e General Motors.

==> Acompanhe os mercados mundiais pela ADVFN (aqui)

Os futuros internacionais de petróleo WTI (NYMEX:CLM21) estão sendo negociados a US$ 73,08, com baixa de 1,18%. O Brent (NYMEX:BZ) opera em baixa de 1,06%, negociado a US$ 74,61.

Bitcoin (COIN:BTCUSD) é negociado a US$ 39.509,68 (-5,68%). O ouro (COMEX:GCM21) é negociado a US$ 1.810,75 por onça-troy (-0,35%).

⇒ Bitcoin – Acompanhe o Mundo Cripto na ADVFN

Minério de ferro: Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian com queda de 0,85%, cotados a 1.054 iuanes, equivalente hoje a US$ 163,11 (nas últimas 24 horas).

Coronavírus

O mundo registra 198.188.919 de casos de coronavírus e 4.222.423 mortes, confirmadas pela Universidade Johns Hopkins.

Painel Vacinas Covid-19 Brasil:  Doses Distribuídas pela União: 165.240.396. Doses aplicadas: 135.589.384.

Brasil

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, fez um balanço do programa nacional da vacinação. Queiroga indicou que não está descartada a possibilidade de que a vacinação contra a Covid-19 tenha que ser feita anualmente e afirmou que, após a vacinação de adultos, o Ministério da Saúde vai seguir com a vacinação de adolescentes.

Poderes

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), enviará nesta segunda-feira, 2, o projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO), aprovado no último dia 15, para sanção presidencial. A informação foi confirmada pela assessoria do chefe do Legislativo. Com isso, o presidente Jair Bolsonaro terá até dia 23 de agosto para sancionar ou vetar o aumento do fundo eleitoral para R$ 5,7 bilhões em 2022. Além disso, terá de se posicionar sobre a possibilidade de o Congresso aumentar as verbas do Orçamento de 2022.

Com apoio do presidente Jair Bolsonaro, manifestantes foram às ruas em várias capitais do Brasil para defender o voto impresso. Pelas redes sociais, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) voltou a se manifestar para defender o atual sistema de apuração de votos. O TSE disse que os votos “já são impressos”, por meio do Boletim de Urna, que permite que “qualquer eleitor possa fazer a contagem de votos por conta própria”. Em discurso durante o ato em Brasília, Bolsonaro voltou a colocar a eleição de 2022 em dúvida. O chefe do Executivo federal afirmou que “sem eleições limpas e democráticas, não haverá eleição”.

Após duas semanas de recesso parlamentar, a CPI da Pandemia retoma as sessões na terça-feira (3). Três novas oitivas são esperadas para a primeira semana de agosto, sendo que o primeiro convocado é o reverendo Amilton Gomes de Paula.

Economia

O projeto de mudanças no Imposto de Renda (IR) deve ser apresentado hoje pela Câmara dos Deputados. Além da proposta do relator Celso Sabino (PSDB-PA), o presidente Jair Bolsonaro defendeu a redução da alíquota para 25%, o que não consta na ideia original. Sabino afirma que o texto já avançou bastante, que não haverá queda na arrecadação e que há previsão de tributar a repatriação de lucros de brasileiros no exterior. A isenção de tributação de 20% para empresas do Simples Nacional que arrecadam até R$ 4,8 milhões por ano deve ser mantida, assim como benefício fiscal para empresas que oferecem vale-refeição.

Agenda Econômica

🇩🇪 Variação nas vendas no varejo anual e mensal (03h00)
🇩🇪 PMI industrial mensal (04h55)
🇪🇺 PMI industrial mensal (05h00)
🇬🇧 PMI industrial mensal (05h30)
🇧🇷 Relatório Boletim Focus (08h25) ⭐️
🇧🇷 PMI industrial mensal (10h00)
🇺🇸 PMI industrial mensal (10h00)
🇺🇸 Variação de gastos com construções mensal (11h00)
🇺🇸 Índice ISM de emprego manufatureiro (11h00)
🇧🇷 Balança Comercial semanal (15h00)

Ibovespa e dólar no último pregão:

Ibovespa:  

Referência do mercado brasileiro, o índice encerrou a sexta 30, em baixa de -3,08%, a 121.800,79 pontos, na mínima o Ibovespa ficou em 121.748,18 e na máxima 125.672,89 pontos. O volume financeiro foi de R$ 35 bilhões. O Ibovespa encerrou o mês acumulando declínio de 2,4% na semana e de 3,8% no mês, puxado pela queda das ações da Vale (VALE3), empresa com grande peso na carteira teórica do índice, e por receios de aumento nos gastos sociais com programas como o bolsa família e o auxílio emergencial, colocando em risco o equilíbrio fiscal da União.

Maiores altas do Ibovespa

VIVT3: +0,39% a R$ 41,21
JBSS3: +0,34% a R$ 32,05
CIEL3: +0,30% a R$ 3,38
TAEE11: +0,26% a R$ 38,00
TOTS3: +0,37% a R$ 35,36

Maiores baixas do Ibovespa

RENT3: -7,36% a R$ 62,15
BIDI11: -5,99% a R$ 70,98
VALE3: -5,89% a R$ 108,76
LCAM3: -5,85% a R$ 27,19
BRAP4: -5,66% a R$ 73,96

Dólar    

dólar comercial: encerrou a sexta 30, em alta de 2,57% sendo cotado a R$ 5,210 para venda e a R$ 5,209 para compra, a expressiva alta se deve ao temor do mercado no aumento do programa Bolsa Família, visto como uma medida visando as eleições de 2022 e que inevitavelmente iria estourar o teto orçamentário.

Ifix   

O índice fechou a sessão de sexta 30, em alta de 0,18%, aos 2.824,12 pontos. Já no acumulado mensal o índice de FIIs avançou 2,51% em julho, após dois meses seguidos de quedas. Apesar do bons resultados, no ano o IFIX concentra uma queda de 1,54%. A movimentação financeira foi de R$ 243,43 milhões.

Fonte: CNN, CNBC, Infomoney, TC, G1, Agência Brasil e BDM, estadão.

Deixe um comentário