Petrobras ampliará em cerca de R$ 50 milhões seus investimentos voltados à restauração florestal nos biomas brasileiros

LinkedIn

A Petrobras ampliará em cerca de R$ 50 milhões os seus investimentos em projetos voltados à restauração florestal de espécies nativas nos biomas brasileiros, que contribuem para o sequestro e fixação de carbono e para evitar emissões de gases de efeito estufa.

O comunicado foi feito pela companhia (BOV:PETR3) (BOV:PETR4) nesta quarta-feira (10).

O investimento, previsto para os próximos cinco anos, faz parte da iniciativa Floresta Viva, lançada hoje pelo Banco Nacional de Desenvolvimento e Social (BNDES) durante o fórum “Fortalecimento da Agenda Florestal”, realizado na Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas – COP-26, em Glasgow.

A iniciativa Floresta Viva será operada sob o princípio da junção de recursos do BNDES com recursos de outras empresas. A parceria entre Petrobras e BNDES totalizará um investimento de R$ 100 milhões em cinco anos, para financiamento de projetos de reflorestamento, por meio de seleção pública e gestão compartilhadas.

Para a operacionalizar a iniciativa será selecionado, mediante chamada pública, um gestor que será responsável pelo edital de seleção e acompanhamento dos projetos. O primeiro edital está previsto para ser lançado no primeiro semestre de 2022.

Os editais irão prever requisitos ambientais e sociais para a seleção dos projetos, que deverão estar alinhados aos padrões de certificação internacional para possível certificação de carbono.

A participação da Petrobras na iniciativa visa à ampliação do investimento socioambiental da companhia em soluções climáticas naturais (NCS – Natural Climate Solutions) com foco em restauração florestal.

Deixe um comentário