Movida anuncia compra da Marbor Frotas no valor de R$ 130 milhões

LinkedIn

A Movida anunciou a compra da Marbor Frotas Corporativas por R$ 130 milhões. O preço final de aquisição será pago em dinheiro, sendo 50% à vista e 50% no 1º aniversário da transação.

O comunicado foi feito pela companhia (MOVI3) nesta quinta-feira (16).

Segundo a empresa, aquisição fortalece a companhia em nichos específicos de mercado, além de aumentar ainda mais a participação e carteira de clientes da companhia em um segmento resiliente como o de Gestão e Terceirização de Frota (GTF).

“A Transação está alinhada ao Planejamento Estratégico da Companhia, que tem por objetivo a disciplina e retorno sobre o capital empregado, crescimento e rentabilidade promovendo a geração de valor para a Companhia e seus acionistas”, afirma a empresa em fato relevante enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

A operação irá contribuir com 1,8 mil veículos atrelados a contratos de locação, os quais possuem uma idade média de aproximadamente 1,4 ano1 e estão distribuídos entre mais de 100 clientes corporativos com contratos com prazo médio de 2,7 anos.

Preço

O contrato prevê que o preço de aquisição da totalidade das quotas de emissão da Marbor será o equivalente ao valor da sua frota na data de fechamento da transação, avaliada ao valor da tabela FIPE em 30 de junho de 2021, mais um adicional de meia receita líquida mensal de locação, resultando em um Enterprise Value (EV) de R$ 130 milhões.

Segundo a empresa, o EV será ajustado para deduzir a dívida líquida e outros eventuais ajustes na data de fechamento da Transação, resultando no preço final de aquisição das quotas de emissão da Marbor.

A empresa lembra que a implementação do contrato está condicionada ao cumprimento de obrigações e condições precedentes usuais a esse tipo de operação.

A Companhia diz que tomará as devidas providências para comparar o preço de aquisição com os critérios definidos pelo art. 256 da Lei das S.A. e comunicará oportunamente seus acionistas caso seja necessária a submissão do Contrato à ratificação da assembleia geral da companhia e os acionistas dissidentes façam jus a direito de recesso.

Marbor

A Marbor atua em Gestão e Terceirização de Frota desde 1996 e foi fundada por Marcos Borenstein na cidade de Mogi das Cruzes. Entre 2017 e 2020 a Marbor teve uma taxa composta de crescimento anual (CAGR) de cerca de 35% no tamanho de sua frota, totalizando um aumento de mais de mil veículos em apenas 3 anos, ganhando representatividade no segmento de GTF e aumentando significativamente a sua carteira de clientes.

No acumulado dos primeiros oito meses (período compreendido entre julho de 2020 a agosto de 2021) a Marbor registrou eceita Líquida de Aluguéis de R$ 26 milhões, Ebitda de Aluguéis de R$ 17 milhões, Lucro Líquido Ajustado de R$ 5 milhões e dívida líquida de R$ 74 milhões. Os números são não auditados.

Movida (MOVI3): lucro líquido de R$ 259,4 milhões, crescimento de 597%

A Movida registrou um lucro líquido de R$ 259,4 milhões no terceiro trimestre de 2021, crescimento de 597% na comparação com o registrado em igual trimestre de 2020.

De acordo com a empresa, o desempenho foi em função principalmente da estratégia adotada pela companhia durante a pandemia de expandir e renovar sua frota, da incorporação com a CS Frotas, gerando sinergias operacionais no segmento do GTF, além do crescimento do Movida Zero Km, também no GTF, diluindo custos e elevando as margens no curto prazo.

A receita líquida expandiu 52,1% chegando a R$ 1,6 bilhão. O retorno sobre o capital investido (ROIC, na sigla em inglês) foi de 13,6% nos últimos 12 meses, e o retorno sobre o ativo (ROE, na sigla em inglês) atingiu 25,3% quebrando novos recordes de rentabilidade.

Informações Broadcast

Deixe um comentário