Bom dia ADVFN - As atenções se concentram no payroll e disparada do petróleo no radar

LinkedIn

Esse é o Bom dia, Investidor!  07 de Janeiro de 2022, com tudo o que você precisa saber antes da Bolsa abrir!

📣📰 Confira as principais manchetes dos jornais de hoje 📰

Bolsas mundiais:  Os índices futuros americanos S&P e Nasdaq recuam enquanto o Dow oscila positivamente, à espera da divulgação de um novo relatório de empregos (payroll). Os preços do petróleo avançam em meio a instabilidades no Cazaquistão.

Na Ásia, as bolsas fecharam com desempenhos variados entre si, com investidores também atentos ao enrijecimento da política monetária pelo Federal Reserve. Em Hong Kong, os papéis do Shimao Group recuaram 5,43% após a agência internacional de notícias Reuters afirmar que a empresa deixou de arcar com suas responsabilidades sobre o empréstimo de um fundo. Os papéis de outras incorporadoras, incluindo o endividado China Evergrande Group, avançaram.

Na Europa, os mercados operam em sua maioria em baixa, afetadas pelas minutas do Fed. Empresas de tecnologia são especialmente impactadas, já que a perspectiva de juros mais altos pode prejudicar seus rendimentos. Investidores aguardam pela divulgação de dados comerciais de Alemanha e França, inflação e confiança do consumidor na Zona do Euro. Autoridades da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) devem se reunir virtualmente nesta sexta-feira para discutir a concentração de tropas da Rússia próximas à Ucrânia. Na semana que vem, os Estados Unidos e a Rússia devem realizar conversas sobre a movimentação. Os preços do petróleo avançam em meio a instabilidades no Cazaquistão, membro da Organização dos Países Produtores de Petróleo e seus aliados (Opep+). Dezenas de pessoas morreram na quinta-feira após autoridades reprimirem protestos que vêm ocorrendo há diversos dias. A Chevron, que é dona de 50% de uma joint venture que opera o campo de Tengiz, afirmou que reduzirá a produção após protestos na unidade. Tropas de uma aliança liderada pela Rússia chegaram na quinta-feira ao país para conter as movimentações.

Nos Estados Unidos,  os índices operam no terreno negativo. Na quinta-feira, o Dow perdeu 0,47%; e o S&P recuou 0,1% –ambos caminham para a sua primeira semana negativa dentre as últimas três. O Nasdaq perdeu 0,13%, em sua sétima sessão negativa dentre as últimas oito, caminhando para fechar sua pior semana desde fevereiro de 2021. As quedas nos últimos dias ocorrem após a divulgação das minutas do Federal Reserve relativas à reunião de dezembro, em que o banco central americano indicou a intenção de reduzir sua carteira de ativos e reduzir o auxílio econômico mais rápido do que o esperado até então. O rendimento dos títulos do Tesouro com vencimento em dez anos atingiu 1,75% na quinta-feira, acima do patamar de 1,51% da semana passada. A expectativa de analistas compilada pela Dow Jones é de que o relatório de emprego desta sexta-feira indique a criação de 422 mil vagas, e de que a taxa de desemprego seja de 4,1%.

==> Acompanhe os mercados mundiais pela ADVFN (aqui)

Os futuros internacionais de petróleo WTI estão sendo negociados a US$ 80,31 com alta de 1,07%. O Brent opera em alta de 0,98%, negociado a US$ 82,79.

Bitcoin (COIN:BTCUSD) é negociado a US$ 42.287,52  (-1,72%). O ouro  é negociado a US$ 1.791,45 por onça-troy (+0,13%).

⇒ Bitcoin – Acompanhe o Mundo Cripto na ADVFN

Minério de ferro: O minério de ferro negociado na bolsa de Dalian teve alta de 1,41%, a 719 iuanes, o equivalente a US$ 112,8.

Coronavírus

O Brasil pode atingir o pico de 1,3 milhão de infectados por dia pela Covid-19 em meados de fevereiro por causa da disseminação da variante Ômicron, apontam estimativas da Universidade de Washington. As projeções incluem não só casos positivos confirmados, mas também estimativas de quem se infectou e nem chegou a testar. Essa nova onda promete ser um “tsunami” de casos em relação a tudo que se viu na pandemia até agora. Conforme os pesquisadores americanos, o país já deve ter hoje mais de 430 mil pessoas se infectando todos os dias. Só esse número já é superior aos 370 mil registrados no pico anterior em março do ano passado. Se as projeções se confirmarem, teremos quase quatro vezes mais casos do que o país conhecia como o ápice da doença. As projeções também são de alta de internações e de óbitos, mas num ritmo muito mais lento e distante da crise humanitária do início do ano passado.

O mundo registra 300.338.680 de casos de coronavírus e 5.472.939 mortes, confirmadas pela Universidade Johns Hopkins.

Painel Vacinas Covid-19 Brasil:  Doses Distribuídas pela União: 381.214.862 Doses aplicadas: 315.180.274 (atualizado em 09/12/2021).

Levantamento do Instituto Todos pela Saúde (ITpS) divulgado na quinta-feira (6) mostra que 92,6% dos casos de covid-19 no Brasil são infecções da variante ômicron. No levantamento anterior, divulgado em 29 de dezembro, os casos positivos da cepa representavam 31,7% do total. Um aumento de 60,9 pontos percentuais. Na quinta-feira (6), foi confirmado o primeiro óbito decorrente da nova variante no Brasil na cidade de Aparecida de Goiás (GO). O homem tinha 68 anos e estava vacinado com três doses da vacina contra a covid-19. As informações da Secretaria de Saúde da cidade indicam que ele tinha uma doença pulmonar obstrutiva crônica pré-existente e hipertensão arterial.

A prefeitura da cidade de São Paulo anunciou, na quinta-feira (6), que passará a exigir comprovante de vacinação contra a Covid-19 para todos os eventos realizados na capital a partir do dia 10 de janeiro.

Brasil

Documento assinado por representantes de mais de dois mil municípios cobra do Ministério da Saúde apoio na estruturação da rede de atendimento básico de saúde, a fim de combater a crise sanitária, causada pelo aumento de casos de covid-19 e de influenza, que começa a recrudescer. Entre as solicitações do Consórcio Conectar, está a implementação de estruturas adequadas de testagem para tentar conter a infecção e a circulação de novas variantes do novo coronavírus — como a ômicron, que fez a primeira vítima fatal no país. O grupo reivindica, ainda, o reforço do envio de testes de antígeno e suporte com estruturas de testagem. A média de casos de covid-19 está em alta há mais de uma semana, registrando cerca de 12.391 registros por dia — aumento de 318% na comparação com a média de duas semanas atrás. Diante desse cenário, somado às infecções pelo vírus da influenza e do “flurona” (junção de coronavírus e influenza), o documento encaminhado ao secretário-executivo do ministério, Rodrigo Cruz, solicita apoio para o enfrentamento da crise sanitária que começa a sair de controle.

Poderes

Conhecido como “Relp”, o desafogamento por meio do parcelamento de débitos tributários das empresas enquadradas no Simples Nacional e Microempreendedores Individuais (MEIs) afetadas pela pandemia está em risco. De acordo com o deputado Marco Bertaiolli (PSD-SP), há possibilidade de que o governo vete por completo o PL do Simples Nacional aprovado na Câmara dos Deputados em dezembro — o que ele considera um “grande retrocesso”.

Economia

A expectativa de que o início de 2022, depois de dois anos de pandemia, seria o momento de volta mais maciça aos escritórios está sendo posta à prova pelo aumento das infecções por covid-19 e de influenza. Com isso, companhias de vários portes que estavam programando um retorno ao trabalho presencial nas próximas semanas estão revendo seus planos. A lista inclui empresas de tecnologia, indústrias, passando por segmentos nos quais o home office é quase impossível – como as companhias aéreas – e desembarca no setor público. A Eletrobras, por exemplo, anunciou na quinta o retorno de todos os seus funcionários ao trabalho a distância após uma onda de infecções por covid-19 no time – a estatal, segundo o Ministério de Minas e Energia, tem 36 funcionários que morreram de covid desde 2020.

Parte dos funcionários da divisão brasileira do Uber Eats, plataforma focada em entrega de refeições do Uber, foi pega de surpresa na quinta-feira, 6, quando a empresa anunciou o encerramento das atividades no País. A equipe ficou sabendo do desligamento na manhã de quinta, poucos minutos antes do posicionamento oficial da companhia. O comunicado foi divulgado por volta das 12h, informando que as entregas de restaurantes vão estar disponíveis no app apenas até 7 de março, data em que a plataforma vai se transformar em um delivery de supermercado e de itens de farmácia, papelaria e outros segmentos não perecíveis. De acordo com a empresa, o movimento é uma estratégia que consiste em focar no serviço de entregas corporativas, o Uber Direct, que tem crescido na plataforma. De acordo com a companhia, a troca de nichos é um negócio mais “assertivo” dentro do que o Uber quer operar no País. Ao menos 35 funcionários foram demitidos com o fim do delivery no Uber Eats.

Crise no Cazaquistão: começou no domingo passado (02) e evoluiu muito rapidamente. Várias centenas de pessoas saíram para protestar na cidade de Zhanaozen, no oeste do Cazaquistão, contra o aumento do preço do GLP (gás liquefeito de petróleo). Desde então, a onda de protestos se espalhou por todo o país, com milhares aderindo às marchas. Na 4ª feira, manifestantes também saíram às ruas de Almaty, a antiga capital e cidade mais populosa do país. Um palácio presidencial foi incendiado. Houve relatos de manifestantes invadindo prédios municipais, veículos da polícia incendiados, tiros e até explosões. O aeroporto de Almaty foi tomado, e todos os voos, cancelados. Na quinta-feira, o presidente anunciou que vai reintroduzir um limite no preço do gás por ao menos 6 meses para “estabilizar a situação socioeconômica”. Embora a situação permaneça obscura, uma coisa é certa: nunca antes o Cazaquistão, há muito considerado uma autocracia estável, se viu envolvido numa crise política de tamanha proporção. Suas repercussões provavelmente serão sentidas em toda região. Afinal, a antiga república soviética da Ásia Central é um aliado estratégico da Rússia e vende a maior parte das suas exportações de petróleo para a China, dois países seus vizinhos. Se 10 anos atrás a agitação começou devido aos baixos salários, desta vez o motivo foi um aumento acentuado no preço do GLP. Usado por muitos cazaques para abastecer seus carros, o gás dobrou de preço na virada do ano. O governo, que já renunciou, justificou a alta com o aumento da demanda e cortes na produção. Embora esse tenha sido o estopim dos atuais protestos, o Cazaquistão há muito enfrenta uma série de problemas, especialmente no setor de energia. No ano passado, por exemplo, não conseguiu gerar eletricidade suficiente, levando a paralisações de emergência. O país teve que contar com a Rússia para compensar as falhas de energia. Agora, planeja construir sua primeira usina nuclear.

Agenda Econômica

 – EUA: Presidentes do Fed de São Francisco, Mary Daly, e do Fed de Atlanta, Raphael Bostic, fazem participações antes do Encontro Anual da Associação  Econômica Americana
– Zona do euro/Eurostat: CPI preliminar de dezembro (7h)
– Anfavea: produção de veículos em dezembro (10h)
– EUA/Deptº do Trabalho: relatório payroll de empregos de dezembro (10h30)
– EUA/Baker Hughes: poços e plataformas de petróleo em atividade (15h)
  Ibovespa e dólar no último pregão:

Ibovespa:  

Referência do mercado brasileiro, o ibovespa fechou em alta de 0,55%, aos 101.561 pontos  e marcou sua primeira alta em 2022. O volume negociado no dia ficou em R$ 26,2 bilhões. O BC americano sinalizou que o ciclo de aperto monetário deve ter início mais cedo do que se pensava, diante da escalada da inflação que chegou aos maiores patamares em 40 anos. A manutenção das taxas de juros próximas a zero e as compras de títulos públicos e de hipotecas impactaram o balanço da autoridade monetária.

💲 Carteira Mensal💲

Maiores altas do Ibovespa

BRFS3 +7.05% R$ 24,30
LREN3 +5.12% R$ 22,80
HAPV3 +3.74% R$ 9,71
GNDI3 +3.68% R$ 57,53
FLRY3 +3.34% R$ 16,42

Maiores baixas do Ibovespa

POSI3 -5.31% R$ 8,56
VIIA3 -4.60% R$ 4,36
PCAR3 -3.77% R$ 19,42
ASAI3 -3.34% R$ 11,59
RAIL3 -3.07% R$ 16,10

Na Toro, traders podem usar a plataforma Profit Pro grátis

💲 Carteira recomendada semanal💲

** A VERDADE SOBRE AS AÇÕES MAIS RECOMENDADAS (de 03/01 a 07/01/2022) **

Dólar    

dólar comercial: o dólar comercial terminou o dia em R$ 5,6790, com queda de 0,54%. A moeda norte-americana oscilou durante grande parte da sessão, mas ao final trilhou o caminho baixista, ainda digerindo a postura mais agressiva do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) e as corriqueiras incertezas fiscais domésticas.

Juros

O DI para janeiro de 2023 recuou 14 pontos-base para 11,97%; o DI para janeiro de 2025, caiu 11 pontos-base, para 11,32%; e o DI para janeiro de 2027 recuou dez pontos-base, para 11,22%.

Ifix   

O índice fechou a sessão em queda de 0,10%, aos 2.757 pontos. A mínima para o dia foi de 2.751 pontos enquanto a máxima bateu em 2.770 pontos. No acumulado semanal, o índice de FIIs recua 1,69%. A movimentação financeira foi de R$ 184,49 milhões.

Fonte: CNN, CNBC, Infomoney, TC, G1, Agência Brasil e BDM, correio braziliense, estadão.

 

 

Deixe um comentário