Broadcom anuncia planos para comprar VMware em acordo de US$ 61 bilhões

LinkedIn

A Broadcom (NASDAQ:AVGO) comprará a VMware (NYSE:VMW) em uma transação em dinheiro e ações avaliada em US$ 61 bilhões, com base no preço de fechamento das ações ordinárias da Broadcom em 25 de maio de 2022, anunciaram as empresas na quinta-feira (26).

A Broadcom e a VMware também são negociadas na B3 através dos tickers (BOV:AVGO34) e (BOV:V2MW34), respectivamente.

O acordo seria uma das maiores aquisições de tecnologia de todos os tempos, atrás do acordo pendente de US$ 69 bilhões da Microsoft para comprar a Activision Blizzard e da compra da EMC pela Dell por US$ 67 bilhões em 2016.

A compra da VMware pela Broadcom ajudará a empresa a se diversificar de seu negócio principal de projetar e vender semicondutores para software empresarial, que pode ter margens maiores. Os produtos da VMware são usados ​​pelas empresas para executar com mais eficiência seus próprios servidores, bem como servidores em nuvem.

A Broadcom é a empresa de semicondutores mais aquisitiva e tem usado estrategicamente fusões para impulsionar seu crescimento nos últimos anos. Ela comprou anteriormente a CA Technologies em 2018 por US$ 18,9 bilhões e a Symantec em 2019 por US$ 10,7 bilhões.

Mas a Broadcom não fazia uma grande aquisição desde 2019. Em março, o CEO da Broadcom, Hock Tan, disse que a empresa tinha “capacidade de fazer uma aquisição de bom tamanho.”

A Broadcom planejava comprar a Qualcomm em 2018 por US$ 117 bilhões antes que o acordo fosse prejudicado pelo então presidente Donald Trump, citando a segurança nacional.

A VMware desmembrou-se da Dell no final do ano passado em um esforço para pagar a dívida. A Dell (NYSE:DELL) adquiriu originalmente a empresa quando comprou a EMC em 2016.

Michael Dell, CEO e fundador da Dell (BOV:D1EL34), possui cerca de 40% da VMware.

Deixe um comentário