Guararapes (GUAR3): lucro líquido de R$ 26,4 milhões no 2T22, queda de 42,8%

LinkedIn

A Guararapes Confecções, dona da rede Riachuelo, registrou lucro líquido de R$ 26,4 milhões no segundo trimestre deste ano, queda de 42,8% na comparação ao mesmo período de 2021.

O resultado da varejista de moda foi impactado negativamente pelo aumento das despesas financeiras no período.

A receita líquida consolidada somou R$ 2,2 bilhões no segundo trimestre deste ano, crescimento de 28,8% na comparação com igual etapa de 2021.

ebitda – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – ajustado totalizou R$ 261,9 milhões no 2T22, um crescimento de 28,2% em relação ao 2T21. A margem Ebitda (Ebitda sobre receita líquida) ajustada atingiu 12,2% entre abril e junho, baixa de 0,1 ponto percentual (p.p.) frente a margem registrada em 2T21.

A Guararapes produziu 9,4 milhões de peças, totalizando 18,7 milhões no acumulado do ano, faturando R$ 849,6 milhões para a Riachuelo no primeiro semestre deste ano. A participação dos produtos Guararapes atingiu 39% da venda total de vestuário neste segundo trimestre, garantindo agilidade e um mix adequado à Riachuelo.

O lucro bruto consolidado atingiu R$ 1,3 bilhão, 48,3% superior ao 2T21. A margem bruta consolidada atingiu 59,3%, um aumento de 7,8 p.p. em relação ao 2T21, decorrente principalmente da retomada das operações da Midway Financeira e da aceleração do ritmo de vendas do varejo.

Segundo a varejista, o resultado reflete a evolução da proposta de valor, com maior assertividade, qualidade e variedade dos produtos, combinada com a dinâmica de repasse de preço.

As despesas operacionais totalizaram R$ 834,1 milhões no 2T22, aumento de 14,8% em relação ao 2T21, refletindo principalmente o impacto da inflação do período. Vale lembrar também que o 2T21 foi beneficiado por descontos relacionados a ocupação em função da pandemia e, com o fim das restrições, esses descontos não ocorreram no 2T22.

A receita da Midway Financeira totalizou R$ 567,1 milhões no 2T22, crescimento de 44,2% em relação ao 2T21. Tal evolução está relacionada com a forte performance da operação de empréstimo pessoal, que registrou um aumento de 100,4% em relação ao 2T21; o crescimento de 40,1% da receita financeira de vendas com juros, multa e juros sem atrasos; o aumento de 24,5% da receita de comissões sobre o cartão bandeira; e a retomada da receita de comissões sobre produtos financeiros.

No 2T22, os investimentos da Companhia totalizaram R$ 163,6 milhões, compostos principalmente por investimentos em tecnologia e na transformação digital, além de remodelações e expansão de lojas.

A dívida líquida alcançou R$ 2,4 bilhões ao final de junho de 2022, com uma relação dívida líquida/EBITDA de 3,1x. A Companhia encerrou o trimestre com um patamar de caixa de R$ 1,3 bilhão, demonstrando liquidez suficiente para fazer frente às obrigações futuras.

Os resultados da Guararapes (BOV:GUAR3) referente suas operações do segundo trimestre de 2021 foram divulgados no dia 10/08/2022. Confira o Press Release!

* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney

Deixe um comentário