Iochpe-Maxion (MYPK3): lucro líquido de R$ 190,5 milhões no 2T22, queda de 11,3%

LinkedIn

A Iochpe-Maxion reportou lucro líquido de R$ 190,5 milhões no segundo trimestre deste ano, um período ainda marcado pelas incertezas econômicas e geopolíticas, com destaque para os gargalos na cadeia de abastecimento, principalmente de semicondutor.

O resultado representa uma queda de 11,3% em relação ao mesmo período de 2021.

A receita operacional líquida ficou em R$ 4,192 bilhões, alta de 31,7%, “impactada de forma positiva pelos lançamentos de novos programas e produtos e pelo maior mix de vendas ao segmento de veículos comerciais”.

Esse resultado foi impulsionado pela demanda e produção de veículos comerciais e uma leve recuperação no volume de produção de veículos leves. O segmento de veículos comerciais continua com uma participação relevante na receita da Companhia, com 47,9% no 2T22.

ebtida – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – foi de R$ 534,6 milhões entre abril e junho, o que representa queda de 10% em relação ao mesmo período do ano passado. A margem Ebitda recuou de 18,6% para 12,8% em um ano.

Desconsiderando efeitos não recorrentes em ambos os períodos, principalmente a exclusão do ICMS na base do PIS/Cofins, o Ebitda teria registrado alta de 25,2% frente ao informado um ano antes.

O lucro operacional de R$ 413,9 milhões no 2T22 e de R$ 833,8 milhões no 1S22, uma redução de 8,9% em relação ao 2T21 e um crescimento de 23,1% em relação ao 1S21.

O lucro bruto atingiu a cifra de R$ 534,7 milhões no segundo trimestre de 2022, um aumento de 27,1% na comparação com igual etapa de 2021. A margem bruta foi de 12,8% no 2T22, alta de 0,4 p.p. frente a margem do 2T21.

A empresa atribui o aumento do lucro bruto observado no 2T22 ao “crescimento da receita e a maior eficiência operacional”.

O custo dos produtos vendidos atingiu R$ 3.657,7 milhões no 2T22, um aumento de 32,4% em relação ao 2T21. O aumento do custo dos produtos vendidos no 2T22 deve-se principalmente ao aumento do preço das matérias primas e outros insumos utilizados no processo produtivo.

As despesas operacionais atingiram R$ 181,6 milhões no 2T22, um crescimento de 1,4% em relação ao 2T21.

Os investimentos atingiram R$ 132,1 milhões no 2T22 e R$ 213,4 milhões no 1S22, um aumento de 64,7% em relação ao 2T21 e de 52,9% em relação ao 1S21. Os principais investimentos no período foram relacionados ao aumento de capacidade para atendimento da demanda do segmento de veículos comerciais, lançamento de novos produtos e melhoria da produtividade.

Em 30 de junho de 2022, a dívida líquida da companhia era de R$ 4,330 bilhões, um crescimento de 8,8% na comparação com a mesma etapa de 2021.

O indicador de alavancagem financeira, medido pela dívida líquida/Ebitda ajustado, ficou em 2,2 vezes em junho/22, alta de 0,1 vezes em relação ao mesmo período de 2021.

Os resultados da Iochpe-Maxion (BOV:MYPK3) referente suas operações do segundo trimestre de 2021 foram divulgados no dia 10/08/2022. Confira o Press Release completo!

* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney

Deixe um comentário