Pfizer compra Global Blood Therapeutics em acordo de US$ 5,4 bilhões

LinkedIn

A Pfizer (NYSE:PFE) concordou nesta segunda-feira (08) em pagar 5,4 bilhões de dólares em dinheiro pela farmacêutica para doença falciforme Global Blood Therapeutics (NASDAQ:GBT), enquanto busca capitalizar um aumento na receita de sua vacina e tratamento contra a Covid-19.

A Pfizer também é negociada na B3 através do ticker (BOV:PFIZ34).

A Pfizer pagará US$ 68,50 por ação pela GBT, o que representa um prêmio de 7,3% em relação ao preço de fechamento de sexta-feira. O acordo tem um prêmio de mais de 40% onde o GBT estava sendo negociado antes que o Wall Street Journal informasse que a Pfizer estava em negociações avançadas para comprá-lo na quinta-feira.

A receita da Pfizer em 2021 de US$ 81,3 bilhões foi quase o dobro da marca do ano anterior, devido às vendas de vacinas da COVID-19. Com a adição de sua pílula antiviral de COVID-19, a Paxlovid, a Pfizer deve gerar cerca de US$ 100 bilhões em receita este ano, mas as vendas de ambos os produtos devem diminuir no futuro.

A Pfizer está à procura de aquisições que possam gerar bilhões em vendas anuais até o final da década.

“Adotamos deliberadamente uma estratégia de diversificação em nossos negócios de fusões e aquisições”, disse Aamir Malik, principal negociador da Pfizer, em entrevista. Ele disse que a empresa estava focada em melhorar o crescimento para a segunda metade da década, em vez de grandes negócios que geram valor por meio de cortes de custos.

“Achamos que há oportunidades em todas as áreas terapêuticas em que atuamos”, disse Malik, observando que a empresa também foi agnóstica quanto ao tamanho para negócios futuros.

Em maio, a Pfizer fechou um acordo de US$ 11,6 bilhões pela farmacêutica Biohaven Pharmaceutical Holding (NYSE:BHVN) e recentemente também concluiu um acordo de US$ 6,7 bilhões para comprar a Arena Pharmaceuticals.

Com a aquisição da Global Blood Therapeutics, a Pfizer adiciona o tratamento para doença falciforme Oxbryta, que foi aprovado em 2019 e deve atingir US$ 260 milhões em vendas este ano. Também vai pegar dois ativos de pipeline – GBT601 e inclacumab – visando a mesma doença.

A Pfizer disse que, se todos forem aprovados, acredita que os medicamentos da GBT podem gerar mais de US$ 3 bilhões em vendas anualmente em seu pico.

A doença falciforme é uma doença hereditária do sangue que afeta cerca de 70.000 a 100.000 pessoas nos Estados Unidos.

O CEO da GBT, Ted Love, disse que os recursos e a infraestrutura multinacional da Pfizer permitirão à empresa lançar o Oxbryta em mercados adicionais e aumentar sua aceitação.

“Nós realmente não temos infraestrutura fora disso (EUA e Europa Ocidental) e leva tempo e dinheiro para construir essas infraestruturas e a Pfizer já tem tudo isso”, disse Love.

As ações da Global Blood fecharam em alta de 4,3% na segunda-feira.

Com informações de Reuters

Deixe um comentário