Fechamento Ibovespa: Bolsa fecha com alta de 1,42% e todos os destaques de hoje (30/11/2022)

LinkedIn

O Ibovespa fechou novamente com alta, aos 112.486,01 pontos, após subir 1,42%. O índice teve suporte das bolsas de Nova York, que avançaram após falas do presidente do banco central dos EUA indicando uma “desaceleração do ritmo de alta dos juros”.

O próximo encontro do comitê de política monetária dos Estados Unidos será no dia 14 de dezembro e investidores avaliam se o aumento dos juros será de 0,75 ponto percentual, como nos meses anteriores, ou de 0,50 ponto percentual, concretizando a desaceleração.

A bolsa brasileira subiu hoje, mas a pauta do cenário fiscal continua no radar, já que ainda não houve negociação em torno da PEC da Transição, que segue em tramitação no Senado. O mercado também aguarda novidades em relação à equipe econômica do novo governo.

Assim como ontem, as ações de commodities ajudaram a puxar a alta do Ibovespa, com destaque para Vale (VALE3) e Petrobras (PETR3;PETR4) que representam a maior participação no índice e maior volume de negócios.

A Petrobras subiu na esteira da alta na cotação do petróleo no exterior, com o preço do barril Brent disparando 3,22%, a US$ 86,97. A companhia também divulgará hoje seu plano estratégico para o próximo ano, embora haja uma expectativa por revisão devido à mudança no governo.

As ações ON (PETR3) da Petrobras subiram 2,96%, a R$ 30,25, enquanto as ações PN (PETR4) avançaram 4,02%, a R$ 26,40. Outras petroleiras também tiveram alta, como 3R (RRRP3) e PetroRio (PRIO3), ganhos de 3,07% e 2,18%, respectivamente.

Já a Vale manteve seu ímpeto altista em linha com os rumores de arrefecimento nas restrições da política covid-zero na China. O país enfrenta manifestações locais que exigem o fim das restrições. Além disso, o governo chinês divulgou novos benefícios para o setor imobiliário, na esperança de aquecer este que é um dos maiores setores do país.

Vale subiu 1,53%, a R$ 85,73. Siderúrgicas e mineração também se beneficiaram, como Gerdau (GGBR4), alta de 1,52%, CSN (CSNA3), +1,19%, e CSN Mineração (CMIN3), +0,52%.

Na parte negativa, o destaque do Ibovespa ficou com os frigoríficos. Idean Alves, sócio e chefe da mesa de operações da Ação Brasil, afirma que o movimento acontece por causa da queda do dólar no dia e pela menor atividade econômica, que reduz o consumo e a exportação de carne.

BRF (BRFS3) foi a mais prejudicada, com perdas de 6,19%. Na sequência aparecem Minerva (BEEF3) e Marfrig (MRFG3), com quedas de 4,13%, e 2,87%, respectivamente.

O dólar manteve a tendência de queda do dia anterior e fechou com recuo de 1,63%, avaliado em R$ 5,2016, devido à melhora das empresas de commodities. No mês de novembro, a moeda norte-americana acumulou alta de 0,69%, mas caiu 6,71% no ano.

Em Nova York, o discurso de Jerome Powell, presidente do Federal Reserve, era o evento mais aguardado da semana. Na sua fala, Powell destacou que o momento de moderar o ritmo de aumento das taxas de juro pode estar próximo (mais precisamente, na reunião de dezembro).

Entretanto, o presidente do Fed também indicou que o patamar final dos juros básicos poderá ser mais alto do que o inicialmente esperado, além de uma manutenção dessa restrição por algum tempo.

“É provável que restaurar a estabilidade de preços exija manter a política em um nível restritivo por algum tempo. A história adverte fortemente contra o afrouxamento prematuro”, disse Powell.

Os investidores optaram por olhar o copo meio cheio e engataram a marcha do bom humor diante das expectativas de uma menor alta dos juros em dezembro. O Dow Jones subiu 2,16%, a 34.582,52 pontos, o S&P 500 ganhou 3,08%, a 4.079,64 pontos, enquanto o Nasdaq teve alta de 4,41%, a 11.468,00 pontos.

➡️ Veja o fechamento desta quarta-feira:

🇧🇷 IBOV: +1,96%, a 110.910 pts
🏢 IFIX: +0,57 % a 2.867 pts
💵 Dólar: –1,63% a R$ 5,20
💶 Euro: –0,82% a R$ 5,41
💰Bitcoin: +2,11%, a R$ 89.553

🇺🇸 Nova York

Dow Jones: +2,16%, a 34.582 pontos;
S&P 500: +3,08%, a 4.079 pontos;
Nasdaq: +4,41%, a 11.468 pontos.

Acompanhe as altas e baixas da bolsa nos últimos dias:

Data Variação Pontuação Volume Financeiro
01/11/2022  0,77%  116.928,66 R$ 40,7 bilhões
 03/11/2022 -0,03%  116.896,36  R$ 33,1 bilhões
04/11/2022  1,08% 118.155,46 R$ 44,9 bilhões
07/11/2022 – 2,38%  115.342,40 R$ 36,8 bilhões
08/11/2022   0,71%  116.160,35  R$ 33,7 bilhões
09/11/2022 – 2,22%  113.580,09 R$ 48,1 bilhões
10/11/2022 – 3,35% 109.775,46 R$ 55,2 bilhões
11/11/2022 2,26% 112.253,49 R$ 49,5 bilhões
16/11/2022 -2,58% 110.243,33 R$ 35,8 bilhões
17/11/2022  -0,49%  109.702,78  R$ 47,4 bilhões
18/11/2022 – 0,76% 108.870,17 R$ 33,3 bilhões
21/11/2022 0,81%  109.748,18 R$ 37,2 bilhões
22/11/2022 – 0,65% 109.036,54 R$ 32,4 bilhões
23/11/2022 – 0,18% 108.841,15  R$ 23,6 bilhões
24/11/2022 2,75% 111.831,16 R$ 17,9 bilhões
25/11/2022 -2,55%  108.976,70 R$ 20,1 bilhões
28/11/2022 – 0,18% 108.782,15 R$ 22,1 bilhões
29/11/2022  1,96% 110.909,61 R$ 27,9 bilhões
30/11/2022 1,42% 112.486,01 R$ 40,0 bilhões

DESTAQUES DO IBOVESPA – (pregão à vista)

  • ALTAS IBOVESPA

LWSA3: +7,55%, a R$ 8,40
CVCB3: +6,12%, a R$ 5,03
PETR4: +5,04%, a R$ 26,66
PCAR3: +5,01%, a R$ 20,77
GOLL4: +4,92%, a R$ 8,31

  • BAIXAS IBOVESPA

BRFS3: –6,19%, a R$ 9,39
BEEF3: –4,13%, a R$ 12,29
MRFG3: –3,42%, a R$ 8,75
BPAN4: –2,71%, a R$ 7,18
BRKM5: –2,33%, a R$ 28,52

Confira o ranking completo de todos os papéis negociados na B3.

  • 💥 Confira os destaques corporativos de hoje 💥

    3R Petroleum (RRRP3) 

    A 3R Petroleum aprovou aumento de capital em razão do exercício de opções de compra de ações no âmbito do plano de opção de compra, aprovado em 2020 e aditado em 2021. Saiba mais…

    Arezzo (ARZZ3)

    A Arezzo aprovou a incorporação da Sunset, por meio do Instrumento Particular de Protocolo e Justificação da operação. Saiba mais…

    Assaí (ASAI3)

    O Assaí confirmou a precificação da ação em R$ 19,00 em sua oferta secundária de ações (follow-on), com a operação totalizando R$ 2.675.200.000,00, conforme antecipou o Broadcast. Saiba mais…

    Bradesco (BBDC4)

    O Bradesco está estudando um plano de expansão dos negócios de sua unidade nos Estados Unidos, segundo resposta a questionamentos da Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Saiba mais…

    Embraer (EMBR3)

    A Embraer recebeu um novo pedido firme para cinco aeronaves E195-E2 de uma companhia aérea não revelada, que tem planos otimistas de crescimento nos próximos anos. Saiba mais…

    Engie (EGIE3)

    A Engie Brasil Energia está perto de anunciar investimentos em um novo projeto de geração solar de grande porte, o complexo Assú Sol, no Rio Grande do Norte, que terá 750 megawatts em capacidade, disse uma fonte com conhecimento do assunto. Saiba mais…

    Inepar (INEP3/INEP4)

    A Inepar comunicou que, a empresa Melville Capital Group LLC obteve decisão favorável no Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, afim de que prossigam os trâmites de alienação da UPI IPM/IOG para sua arrematação pelo valor da proposta vencedora de US$ 153.000.000,00. Saiba mais…

    Klabin (KLBN11)

    O presidente-executivo da Klabin, Cristiano Teixeira, afirmou nesta quarta-feira que o cenário econômico global preocupa a companhia, mas que o modelo de negócio da empresa é de longo prazo e que a maior fabricante de papel para embalagens do país mantém projetos de investimento. Saiba mais…

    Lupatech (LUPA3)

    A Lupatech firmou junto à Petrobras contratos de fornecimento de Válvulas Globo, oriundos da licitação de nº 7003910767. Saiba mais…

    Natura & Co. (NTCO3)

    A Natura &Co divulgou comunicado com atualizações sobre alternativas estratégicas para a Aesop. Saiba mais…

    Petrobras (PETR3/PETR4)

    O diretor de Comercialização e Logística da Petrobras, Claudio Mastella, voltou a defender a política de preços da estatal, criticada por Jair Bolsonaro e que está sob a mira do novo governo. Saiba mais…

    Portobello (PTBL3)

    O Portobello vem informar que a agência de classificação de risco de crédito Fitch Ratings (Fitch) afirmou o rating nacional de longo prazo da Companhia ‘A-(bra)’, além de revisar a perspectiva para ‘Positiva’, anteriormente estável. Saiba mais…

    Renova Energia (RNEW3/RNEW4/RNEW11)

    A Renova Energia, em recuperação judicial, aprovou o aumento do capital social da Companhia, por subscrição privada de ações, dentro do limite do capital autorizado, para capitalização de créditos detidos por credores da Companhia. Saiba mais…

    Santander (SANB11)

    O Santander Brasil assinou um contrato para a venda de participações, que são detidas por suas subsidiárias, representando 50% do capital social do Banco PSA Finance Brasil para o Banque PSA Finance, e representando 50% do capital social da PSA Corretora de Seguros e Serviços para a Stellantis Services, de modo que o Banque PSA passará a ser o único acionista do Banco PSA e a Stellantis Services passará a ser a única acionista da PSA Corretora. Saiba mais…

    Viveo (VVEO3)

    A Viveo concluiu a aquisição da Nutrifica Comércio de Nutrição Enteral e Parenteral, após o cumprimento de determinadas condições precedentes no acordo. Saiba mais…

    (Com informações da CMA, Forbes Money e Momento B3)

Deixe um comentário