ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for smarter Negocie de forma mais inteligente, não mais difícil: Libere seu potencial com nosso conjunto de ferramentas e discussões ao vivo.

Microsoft oferece contrato de 10 anos com a Sony para Call of Duty no PlayStation se acordo com a Activision for aprovado

LinkedIn

O presidente da Microsoft (NASDAQ:MSFT), Brad Smith, disse que a empresa ofereceu à Sony (NYSE:SONY) um contrato de 10 anos para disponibilizar cada novo lançamento de Call of Duty no console PlayStation ao mesmo tempo que o Xbox.

A Microsoft também é negociada na B3 através do ticker (BOV:MSFT34).

A Sony também é negociada na B3 através do ticker (BOV:SNEC34).

A gigante da tecnologia com sede em Redmond espera que a mudança acalme os temores antitruste dos reguladores e de seus rivais sobre sua proposta de aquisição da Activision Blizzard (NASDAQ:ATVI) por US$ 69 bilhões, desenvolvedora por trás de Call of Duty, um popular jogo de tiro.

A Activision Blizzard também é negociada na B3 através do ticker (BOV:ATVI34).

No mês passado, o Politico informou que a Comissão Federal de Comércio dos EUA provavelmente entrará com uma ação antitruste para impedir a aquisição da Activision pela Microsoft.

Em resposta, Smith escreveu um artigo de opinião no Wall Street Journal na segunda-feira defendendo a aquisição como “boa para os jogadores” e criticando qualquer possível processo da FTC.

“Isso seria um grande erro. Prejudicaria a concorrência, os consumidores e milhares de desenvolvedores de jogos”, disse Smith sobre o processo relatado.

Reguladores da União Européia e do Reino Unido abriram investigações antitruste sobre a proposta de aquisição da Microsoft para examinar se o acordo prejudicaria a concorrência. A UE está preocupada que a Microsoft possa bloquear o acesso a jogos como Call of Duty para rivais.

As ações da Sony caíram inicialmente depois que a Microsoft anunciou os planos de aquisição em janeiro, pois os investidores temiam que o PlayStation não tivesse acesso aos jogos de sucesso da Activision. Mas a Microsoft procurou amenizar esses temores.

Qualquer movimento para tornar Call of Duty indisponível para o console PlayStation da Sony seria “economicamente irracional”, disse Smith, da Microsoft, porque uma parte “vital” da receita do jogo vem das vendas de jogos do PlayStation.

“Dada a popularidade do cross-play, também seria desastroso para a franquia ‘Call of Duty’ e para o próprio Xbox, afastando milhões de jogadores.”

“É por isso que oferecemos à Sony um contrato de 10 anos para disponibilizar cada novo lançamento de ‘Call of Duty’ no PlayStation no mesmo dia em que chega ao Xbox. Estamos abertos a fornecer o mesmo compromisso a outras plataformas e torná-lo legalmente aplicável pelos reguladores nos EUA, Reino Unido e União Europeia.”

Ainda assim, há dúvidas se isso será suficiente para acalmar as preocupações da Sony.

“Um compromisso de 10 anos parece significativo, a Sony estaria realmente ‘segura’ durante o ciclo de vida do PlayStation 5, mas poderia ter problemas quando a próxima geração de console começar”, disse Serkan Toto, CEO da consultoria de jogos Kantan Games.

“Portanto, acredito que a oferta não será suficiente para acabar com as preocupações da Sony, mas pode acalmar os reguladores até certo ponto.”

Com informações de CNBC

Deixe um comentário