Ouro fecha em alta, com desvalorização do dólar e no aguardo da definição da taxa de juros do Fed

LinkedIn

O contrato mais líquido do ouro fechou em alta nesta quinta-feira, 8, em sessão marcada pela desvalorização do dólar e no aguardo de dados importantes, como o Índice de Sentimento do Consumidor dos Estados Unidos, que será publicado amanhã, e a definição da taxa de juros do Federal Reserve (Fed), na próxima quarta-feira.

Na Comex, divisão para metais da New York Mercantile Exchange (Nymex), o ouro com entrega prevista para fevereiro fechou em alta de 0,19%, a US$ 1.801,5 por onça-troy.

Segundo análise de Edward Moya, da Oanda, o ouro poderá continuar tendo um bom desempenho devido à demanda mais forte por portos seguros em meio aos crescentes riscos de recessão. Segundo o analista, o mercado também aguarda com cautela dados como o Índice de Sentimento do Consumidor e o índice de preços ao produtor (PPI), desta sexta, e a decisão do Fed sobre a nova taxa de juros.

“Espera-se que o Fed diminua a alta para 50 pontos-base (pb), mas os investidores vão querer saber o que eles têm a dizer sobre a tendência da inflação e onde as taxas podem atingir o pico”, destaca Moya, acrescentando que é provável que o metal precioso seja negociado em torno do nível de US$ 1.800 por onça-troy até a decisão do BC americano.

O monitoramento do CME Group mostra que a probabilidade de alta de 50 pontos-base (pb) por parte do Fed é de 79,4%, ante 78,2% registrado ontem.

*Com informações da Dow Jones Newswires

Deixe um comentário