Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Petrobras: Cade inicia revisão de termo com companhia que previa a venda de refinarias

LinkedIn

O órgão antitruste Cade iniciou uma revisão das cláusulas de um termo assinado com a Petrobras em 2019 que previa a venda de refinarias e ativos relacionados, afirmou a jornalistas nesta quinta-feira o presidente do conselho, Alexandre Cordeiro.

Nessa revisão, o Conselho Administrativo de Defesa Econômica levará em conta mudanças na gestão da petroleira e nas condições de mercado, assim como a nova estratégia comercial de preços anunciada pela Petrobras no mês passado, que deixará de seguir a paridade de importação, adicionou Cordeiro.

O Termo de Compromisso de Cessação (TCC) assinado entre Petrobras (BOV:PETR3) (BOV:PETR4) e Cade previa a venda de oito refinarias da empresa, mantendo apenas as unidades do Rio de Janeiro e São Paulo, como forma de reduzir a posição dominante da estatal no setor de refino.

“Talvez algumas questões previstas no TCC não façam sentido, a gente não sabe como vai se dar e não temos elementos. As negociações estão começando e estamos dispostos a ouvir e conversar”, disse Cordeiro a jornalistas, ao participar do Fórum Brasileiro de Líderes em Energia.

O presidente do Cade acrescentou que não há um prazo definido para a conclusão das negociações com a Petrobras para uma revisão do termo.

O acordo para reduzir a participação da estatal no refino estava em linha com diretrizes defendidas nos governos Temer e Bolsonaro, que buscavam atrair investimentos privados no setor de óleo e gás, assim como maior competição com a Petrobras.

Mas sob a nova gestão do CEO Jean Paul Prates, indicado por Lula, a Petrobras suspendeu planos de vender refinarias e planeja ampliar investimentos na expansão da capacidade de processamento de petróleo no país.

Em abril, o CEO afirmou que mudaria sua abordagem em relação ao Cade, buscando se “defender” e ficar com os ativos.

Do plano de desinvestimento de oito refinarias, foram alienadas as unidades de Mataripe, antiga Rlam; Isaac Sabbá; a Unidade de Industrialização do Xisto (SIX); e Lubrificantes e Derivados de Petróleo do Nordeste (Lubnor).

As tentativas de venda foram frustradas em relação à Regap, em Minas Gerais; Repar, no Paraná; Refap, no Rio Grande do Sul; e Rnest, em Pernambuco.

Inicialmente, as vendas estavam previstas para serem concluídas até 2021, mas os prazos para as vendas foram adiados diversas vezes, diante de dificuldades para a conclusão das vendas.

Informações Reuters

Deixe um comentário

Seu Histórico Recente
BOV
VALE5
Vale PNA
BOV
IBOV
iBovespa
BOV
PETR4
Petrobras
BOV
IGBR3
IGB SA
FX
USDBRL
Dólar EUA ..
Ações já vistas aparecerão nesta caixa, facilitando a volta para cotações pesquisadas anteriormente.

Registre-se agora para criar sua própria lista de ações customizada.

Faça o login em ADVFN
Registrar agora

Ao acessar os serviços da ADVFN você estará de acordo com os Termos e Condições

Support: (11) 4950 5808 | suporte@advfn.com.br

V: D: 20231003 00:25:01