ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for smarter Negocie de forma mais inteligente, não mais difícil: Libere seu potencial com nosso conjunto de ferramentas e discussões ao vivo.

Momento Cripto (11/09/23): Coinbase enfrenta desafios na Índia, reestruturação e mudanças na Celsius, e mais

LinkedIn

Recorde de taxa de transação em Bitcoin: Usuário paga US$ 500.000 por erro

Um indivíduo cometeu um erro caro, pagando cerca de US$ 500.000 (20 bitcoins) em taxas para transferir um valor de apenas US$ 200 em bitcoin (COIN:BTCUSD). Essa transação, ocorrida no dia 10 de setembro, estabelece o recorde da taxa de transação mais alta em Bitcoin. A transação chamou a atenção do CTO da Casa, Jameson Lopp, que sugere que possa ser um software com falhas. O montante foi para o pool de mineração F2Pool, que ofereceu um prazo de três dias para o remetente reivindicar o valor antes de distribuí-lo aos seus mineradores.

Stellar Lumens (XLM) aguarda anúncio-chave

O mercado está repleto de expectativas enquanto Stellar Lumens (COIN:XLMUSD) se prepara para um anúncio aguardado pela organização Stellar em 12 de setembro. Após teasers da Stellar no X (anteriormente Twitter) contando os dias para o grande anúncio, rumores circulam sobre uma possível integração com o Apple Pay. Enquanto isso, o preço do XLM oscilou, com alta de 11,95% na semana.

Índia se move rumo à regulação de criptomoedas baseada em diretrizes globais

Com base nas recomendações conjuntas do Fundo Monetário Internacional (FMI) e do Conselho de Estabilidade Financeira (FSB), a Índia está elaborando um quadro regulamentar para criptomoedas que pode se tornar lei em alguns meses. Segundo o Cointelegraph, o CEO da Crebaco, Sidharth Sogani, informou que a estratégia legislativa indiana enfoca cinco pontos principais, com ênfase na colaboração global. Estes incluem procedimentos avançados de KYC, divulgação de auditorias, política tributária uniforme, status semelhante ao banco para exchanges de criptomoedas e posições de conformidade obrigatórias para empresas cripto.

BIS e Emirados Árabes Unidos lançam desafio Tech para finanças sustentáveis

O Banco de Compensações Internacionais (BIS), em parceria com os Emirados Árabes Unidos, apresentou uma iniciativa para promover soluções financeiras sustentáveis usando tecnologias como blockchain, IA e Internet das Coisas. Batizada de COP28 UAE TechSprint, a iniciativa desafia desenvolvedores a abordar lacunas na verificação de dados do setor. O BIS ressalta a necessidade de aplicar estas tecnologias para melhorar a transparência e verificação nas finanças verdes. As propostas são aceitas até 6 de outubro, com vencedores sendo revelados na COP28 em dezembro.

El Salvador expande educação sobre Bitcoin em escolas

Dois anos após a legalização do bitcoin (COIN:BTCUSD) em El Salvador, o Ministério da Educação lançou um programa piloto com a meta de introduzir a educação sobre bitcoin em todas as escolas do país até 2024. Com apoio das iniciativas My First Bitcoin e Bitcoin Beach, o programa capacitará 150 professores, que disseminarão o aprendizado sobre a criptomoeda aos alunos. Desde sua fundação, My First Bitcoin já educou mais de 25.000 estudantes e criou o “Diploma Bitcoin”, um curso de 10 semanas. Este curso, agora em sua 5ª edição, influenciou o currículo oficial de El Salvador sobre o tema.

Defesa de Bankman-Fried alega acesso insuficiente à internet na prisão para preparação do julgamento

A equipe jurídica de Sam Bankman-Fried, fundador da FTX, solicitou a sua libertação pré-julgamento citando dificuldades de acesso à internet no estabelecimento correcional. A defesa alega que estas limitações dificultam a revisão de milhões de páginas de documentos relacionados ao caso. Ainda, embora tenha sido prometido um horário específico para uso de um laptop, na prática, esse tempo não foi totalmente concedido. O juiz Lewis Kaplan recusou um pedido anterior de libertação, enquanto o Departamento de Justiça afirma que o acesso atual é adequado para sua defesa. Segundo a CoinDesk, o patrimônio da falida FTX totaliza cerca de US$ 7 bilhões, incluindo quantidades significativas em solana (COIN:SOLUSD) e bitcoin, conforme documentos judiciais recentes. O documento também relata 38 condomínios, coberturas e outras propriedades nas Bahamas com um valor estimado em cerca de US$ 200 milhões. Antes de declarar falência em novembro de 2022, a FTX efetuou pagamentos bilionários a altos executivos como o fundador Sam Bankman-Fried.

Coinbase prevê influência crescente do bloco cripto nas eleições de 2024 nos EUA e enfrenta desafios na expansão Indiana

Brian Armstrong, líder da Coinbase (NASDAQ:COIN), sugere que as eleições de 2024 nos EUA sentirão a influência do bloco de votação ligado às criptomoedas, uma força que muitos políticos podem estar subestimando. Enquanto destaca que regulamentações sobre o setor estão em evolução globalmente, ele nota o crescente interesse de políticos americanos pelo tema. Além disso, Armstrong abordou o conceito de “flatcoins”, uma evolução das stablecoins, que poderiam manter seu valor ao longo do tempo, alinhado a indicadores como o IPC. Em outros lugares, a Coinbase enfrenta obstáculos ao tentar expandir seus serviços na Índia. Embora a empresa tenha enviado e-mails informando a interrupção dos serviços para alguns usuários indianos após 25 de setembro, esclareceu que apenas contas que não atendam aos padrões atualizados serão afetadas. Apesar de investir em exchanges locais, a Coinbase teve dificuldades em firmar sua presença no país, enfrentando resistências de autoridades reguladoras. Recentemente, houve interrupção de serviços devido a pressões do banco central indiano, o Reserve Bank of India.

Ripple compensa perdas e avança na aquisição da Fortress após incidente de segurança

A Ripple, uma grande empresa de pagamentos criptográficos, cobriu as perdas dos clientes da startup de blockchain Fortress Trust após uma falha de segurança relacionada a um fornecedor terceirizado. Esse movimento foi uma parte essencial do processo de aquisição da Fortress pela Ripple, que já estava em discussão, mas ganhou impulso após o incidente. Apesar dos problemas de segurança, não houve perdas de fundos. A aquisição permitirá à Ripple expandir seu alcance regulatório e incorporar os serviços da Fortress em sua própria tecnologia de pagamento.

Hackers exploram conta de Buterin e roubam US$ 691 mil em ativos cripto

Hackers acessaram a conta de Vitalik Buterin, fundador da Ethereum (COIN:ETHUSD), e desviaram mais de US$ 691 mil, sendo grande parte em NFTs, por meio de um link de phishing. Embora a origem do ataque não esteja clara, o analista ZachXBT não descarta um potencial “troca de SIM”. Buterin, com quase 5 milhões de seguidores na plataforma, poderia ter sido alvo de um esquema interno. Tal ataque se soma a outros recentes na criptoesfera, incluindo um hack no site blockchain Terra.

Hacker condenado a perder milhões em Bitcoin e carro esportivo

Ahmad Wagaafe Hared, de Tucson, Arizona, foi ordenado por um juiz federal a entregar cerca de US$ 5,2 milhões em Bitcoin e um BMW i8 2017 ao governo dos EUA, depois de ser encontrado culpado por roubar criptomoedas de executivos no norte da Califórnia em 2016. Hared e seus associados usaram uma técnica de troca de SIM para ganhar acesso às contas das vítimas. A região é conhecida por hospedar organizações de criptomoedas, como a Coinbase. Detalhes adicionais do caso permanecem confidenciais, e outros envolvidos em esquemas similares também foram recentemente condenados.

Maple Finance: Ajustando estratégias em meio às quedas de criptografia

Durante o ápice do mercado em 2021, Maple Finance viu uma oportunidade de ouro ao aliar-se à aclamada Alameda Research para fornecer um produto de empréstimo para instituições. Contudo, quando a indústria de cripto sofreu quedas em 2022, Maple teve que se reajustar. Sid Powell, CEO da empresa, reconhece que a ênfase estava em grandes retornos, negligenciando riscos. O fiasco da Orthogonal ressaltou falhas na gestão de risco no setor DeFi. Em resposta, Maple ampliou seu escopo para incluir ativos do mundo real, como um pool de liquidez para contas a receber e títulos tokenizados, diversificando seu portfólio e se afastando da volatilidade das criptomoedas. “Queremos abstrair o máximo possível da complexidade da criptografia. Minha visão para o futuro é que poderíamos lançar um family office e dizer que temos um produto de crédito e empréstimo com taxas mais baixas do que a média do Ares ou fundo de crédito Apollo”, disse o cofundador e CEO da Maple, Sid Powell.

Mudanças de liderança na Celsius após crise financeira

Steve Kokinos, ex-CEO da Algorand, foi apontado como possível CEO da empresa que assumirá as operações da Celsius. Celsius, que enfrentou problemas financeiros e regulatórios, busca reestruturação após declarar falência no ano passado. Kokinos fará parte de um conselho composto por nove membros, seis escolhidos pelo comitê de credores da Celsius e dois pela Fahrenheit Holdings. Fahrenheit foi o consórcio que propôs adquirir os ativos da Celsius em maio. Kokinos, que se desligou da Algorand em 2022, também é co-proprietário da Fahrenheit. O conselho recém-formado conta com figuras como Michael Arrington de Arrington Capital; Asher Genoot, líder da Bitcoin Corp nos EUA; Frederick Arnold, responsável pelo patrimônio da já dissolvida Lehman Brothers; Elizabeth LaPuma, anteriormente na UBS (NYSE:UBS) e atual presidente do comitê de auditoria da WeWork (NYSE:WE); e Emmanuel Aidoo, ex-banqueiro do Credit Suisse. Além deles, Scott Duffy e Thomas DiFiore, líderes do comitê Celsius, também integrarão o conselho, representando os credores da empresa.

Desafios da custódia de criptomoedas e a necessidade de regulação

O colapso da Prime Trust, uma empresa de custódia de criptomoedas, destaca os riscos da autocustódia no setor, disse Diogo Monica, Fundador da Anchorage Digital. Segundo ele, a falha da Prime Trust não foi tecnológica, mas sim uma “falha de integração”, apontando a falta de expertise técnico da empresa. Este deslize fez com que milhões em ativos ficassem inacessíveis. Monica sugere que regras financeiras tradicionais poderiam beneficiar a custódia de criptomoedas. Ele pede mais clareza regulamentar, enquanto a Anchorage Digital cresce, atraindo instituições em busca de armazenamento seguro de ativos digitais.

Seamless Protocol: Inovação em empréstimos subcolateralizados na rede DeFi

Desenvolvedores de DeFi, incluindo Seashell, RNG Labs e Loreum Labs, em colaboração com consultores de Ampleforth e Uniswap, introduziram o Seamless Protocol na rede de camada 2. Este protocolo, uma variação do Aave v3, permite que contratos inteligentes implementem estratégias de empréstimo pré-definidas. A ideia é simular empréstimos de propósito único, onde a liquidez só pode ser usada para um fim específico. A iniciativa se distancia dos sistemas tradicionais de pontuação de reputação, realçando a confiança no código sobre humanos no espaço DeFi. “Muitos mutuários já sabem o propósito da liquidez adicional que procuram, pelo que as Estratégias Integradas de Financiamento simplesmente ligam estes passos. Como as estratégias de empréstimo estão on-chain em contratos inteligentes, os fornecedores de liquidez têm total visibilidade sobre como os fundos são utilizados”, explicou o protocolo.

Fireblocks lança serviço de carteira sem custódia para fintechs e clientes corporativos

Fireblocks, uma companhia líder em custódia de criptomoedas, está agora oferecendo um serviço de carteira sem custódia para sua extensa lista de clientes, como Revolut e Nubank (NYSE:NU). Esta iniciativa busca permitir que os usuários tenham controle total sobre seus ativos, uma demanda crescente após falências de empresas de criptomoedas. A mudança desobriga fintechs de serem os custodiantes e facilita o acesso dos usuários a serviços como finanças descentralizadas (DeFi) e aplicações Web3, disse Michael Shaulov, CEO da Fireblocks. Ele também destacou que a solução de Fireblocks permite a recuperação das carteiras, garantindo segurança e conveniência. “O que antes era difícil para grandes instituições licenciadas ou grandes corporações pode ser incorporado à experiência da carteira quando as empresas não têm todas essas limitações regulatórias e de custódia.”

Bitgamo ampliará presença na Europa com 75 caixas eletrônicos de criptomoedas

A Bitgamo, exchange de criptomoedas com base em Luxemburgo, revelou planos para lançar 75 caixas eletrônicos de criptomoedas na Europa em 2024, prometendo oferecer as taxas mais competitivas. Ganhando destaque globalmente, a Bitgamo atendeu recentemente ao desejo dos clientes de converter cripto em moeda tradicional sem necessidade de KYC e ofertou taxas superiores em até 10% para ativos como Bitcoin e Ethereum. Gabriel Weber, Diretor de Comunicações, afirmou que a empresa está pronta para esta expansão, garantindo que os caixas ofereçam as melhores tarifas.

Animoca Brands arrecada US$ 20 Milhões para avançar plataforma Mocaverse

A Animoca Brands, especializada em jogos e Web3, concluiu uma rodada de financiamento de US$ 20 milhões em 11 de setembro para impulsionar a plataforma Mocaverse. Este projeto visa ser a espinha dorsal da identidade e do sistema de recompensas para o entretenimento e cultura Web3. Liderada por Yat Siu, a iniciativa focará na criação de uma identidade digital, Moca ID, via tokens NFT intransferíveis, permitindo aos usuários estabelecer reputação e acumular pontos. A CMCC Global, renomada investidora blockchain, liderou o financiamento com outros importantes nomes do setor.

Deixe um comentário