ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for default Cadastre-se gratuitamente para obter cotações em tempo real, gráficos interativos, fluxo de opções ao vivo e muito mais.

Ibovespa cai 0,63%, com declínio das ações da Petrobras, enquanto a Vale proporcionou um contrapeso positivo

LinkedIn

O Ibovespa registrou queda, perdendo o patamar dos 130 mil pontos devido a movimentos de realização de lucros após seis altas consecutivas e ao declínio das ações da Petrobras, enquanto a Vale (VALE3) proporcionou um contrapeso positivo devido à reação favorável ao resultado trimestral.

O Índice Bovespa (Ibovespa), que reflete o desempenho médio das cotações das principais ações de empresas negociadas na BM&FBOVESPA, é formado pelas ações com maior volume negociado nos últimos meses.

O índice recuou 0,63%, atingindo 129.418,73 pontos em resposta à queda acentuada do petróleo no mercado internacional, que superou os 2%. O preço do minério de ferro encerrou em alta, porém havia recuado nas quatro sessões anteriores.

A análise gráfica da equipe da Ágora Investimentos destacou que, em sua sexta sessão consecutiva de alta, o Ibovespa alcançou e respeitou a zona de resistência nos 130,7 mil pontos, o que até agora reforça a leitura de lateralização, com a formação de topos e fundos horizontais.

“Em caso de consolidação do topo, o Ibovespa poderá corrigir em direção ao fundo da lateralização, na região dos 126.600 pontos, com suporte intermediário na média móvel de 21 períodos em torno dos 128.500 pontos”, mencionou a equipe em relatório aos clientes nesta sexta-feira.

No âmbito corporativo, investidores reagiram aos balanços corporativos, com destaque para os resultados da Vale. A mineradora divulgou ontem lucro líquido de US$ 2,418 bilhões no quarto trimestre de 2023, queda anual de 35,1% e abaixo do esperado pelo mercado, com impactos de provisão adicional referente ao rompimento da barragem da Samarco e de menores preços do minério de ferro.Os papéis subiram 0,24%, a R$67,38.

A B3 registrou lucro líquido recorrente de R$ 1,05 bilhão no quarto trimestre de 2023, queda de 8,2% ante mesmo período de 2022. O lucro líquido atribuído aos acionistas, que exclui itens não recorrentes, ficou em R$915,5 milhões, queda de 8,8% em 12 meses. Na comparação trimestral, o recuo foi ainda mais acentuado, em 14,8%. O resultado ficou abaixo do estimado pelos analistas, e acabou mal recebido pelo mercado. Os papéis perderam 1,35% na NYSE.

O dólar à vista fechou o dia cotado a R$ 4,9935 na venda, registrando alta de 0,83%. Na semana, a moeda acumulou um aumento de 0,52%.

Os índices S&P 500 e Dow Jones subiram para outro recorde de fechamento nesta sexta-feira, com os três índices de Wall Street registrando ganhos semanais, conforme as ações de empresas ligadas à inteligência artificial tinham força suficiente para manter o movimento de alta.

A Nvidia, a garota-propaganda da inteligência artificial, avançou novamente e, pela primeira vez, foi brevemente negociada acima de US$ 2 trilhões em valor de mercado.

Em Wall Street, os principais índices acionários encerraram sem direção definida, em uma sessão sem grandes catalisadores corporativos e econômicos, após o frenesi envolvendo a divulgação dos resultados trimestrais da Nvidia, na quarta-feira. A companhia alcançou, mais cedo, valor de mercado de US$ 2,0 trilhões pela primeira vez na história.

O Dow Jones e o S&P500 subiram 0,16% e 0,03%, respectivamente, renovando máximas de fechamento. Na ponta oposta, o Nasdaq 100 recuou 0,37%. Desde segunda-feira os índices acumulam ganhos de 1,30%, 1,66% e 1,42%, na mesma ordem.

As ações da Nvidia estenderam os ganhos vistos na sessão de ontem, após operarem com certa volatilidade no pregão de hoje, alternando entre perdas e ganhos.

Ainda entre as ações, destaque para a queda de 10,38% dos papéis do Mercado Livre, após a empresa divulgar resultados na noite de ontem que mostraram lucro estável no quarto trimestre na comparação anual, mas abaixo das expectativas dos analistas,com o balanço afetado pela desvalorização cambial na Argentina.

Data Variação Pontuação Volume Financeiro
02/02/2024 -1,01%  127.182,25  R$ 23,7 bilhões
05/02/2024 0,32%  127.593,49 R$ 19,5 bilhões
06/02/2024 2,21% 130.416,31 R$ 27,2 bilhões
07/02/2024 -0,35% 129.949,90  R$ 27,9 bilhões
08/02/2024 – 1,33% 128.216,92 R$ 26,3 bilhões
09/02/2024 – 0,15% 128.025,70 R$ 23,6 bilhões
14/02/2024 -0,79%  127.018,29 R$ 40,8 bilhões
15/02/2024 0,62% 127.804,13 R$ 22,9 bilhões
16/02/2024 0,72% 128.725,88 R$ 23,3 bilhões
19/02/2024 0,24%  129.035,74  R$ 13,3 bilhões
20/02/2024 0,68%  129.916,11 R$ 28,2 bilhões
21/2/2024  0,09% 130.031,58  R$ 23,4 bilhões
22/2/2024   0,16%  130.240,55 R$ 22,4 bilhões
23/02/2024 -0,63%  129.418,73  R$ 21,6 bilhões

DESTAQUES DO IBOVESPA – (pregão à vista)

  • ALTAS IBOVESPA

EZTC3: +4,06% a R$ 16,93
MGLU3: +1,90% a R$ 2,15
CSNA3: +1,60% a R$ 17,73
WEGE3: +1,44% a R$ 35,98
ALPA4: +1,31 a R$ 10,05

  • BAIXAS IBOVESPA

BHIA3: -6,93% a R$ 8,33
PCAR3: −5,00% a R$ 3,78
RAIZ4: −4,16% a R$ 3,69
CRFB3: −4,05% a R$ 12,1
RRRP3: −4,02% a R$ 28,17

Confira o ranking completo de todos os papéis negociados na B3.

  1. 💥 Confira os destaques corporativos de hoje 💥

    Agrogalaxy (AGXY3)

    A AgroGalaxy outorgou ao Banco Santander Brasil mandato para atuar como assessor financeiro em eventual operação relacionadas ao seu negócio de sementes. Saiba mais…

    Aura Minerals (AURA33)

    A Aura Minerals adicionou 110 mil Oz (onça) de Reservas Minerais Provadas e Prováveis em Apoena, localizadas em Mato Grosso, em 2023 e aumentou sua vida útil para mais de 5 anos. Saiba mais…

    B3 (B3SA3)

    A B3 registrou lucro líquido recorrente de R$ 1,05 bilhão no terceiro trimestre deste ano, queda de 8,2% em comparação ao mesmo período de 2022, informou a companhia. Saiba mais…

    Caixa Seguridade (CXSE3)

    A Caixa Seguridade encerrou o quarto trimestre de 2023 com lucro líquido recorrente de R$ 922,4 milhões, 22,5% acima do visto no mesmo intervalo de 2022. Em relação ao terceiro trimestre do ano passado, o lucro da holding de seguros, previdência e capitalização da Caixa Econômica Federal subiu 0,6%, de acordo com balanço. Saiba mais…

    Copasa (CSMG3)

    A barragem do rio Juramento, fonte de metade do abastecimento de água de Montes Claros (MG) e gerida pela Copasa, atingiu 100% da capacidade de armazenamento na madrugada de hoje e passou a verter água, após fortes chuvas na região, informa o Valor. Saiba mais…

    CSN (CSNA3)

    A CSN informou que apresentou oferta para aquisição de ativos da InterCement. Saiba mais…

    Eneva (ENEV3) e Vibra (VBBR3)

    Uma das maiores transações de fusões e aquisições aguardadas para este ano, as negociações entre Eneva e Vibra devem ser retomadas em março, quando as duas companhias divulgam o seu balanço de resultados, segundo o Valor. Saiba mais…

    Gol (GOLL4)

    Às vésperas da definição final do empréstimo (DIP) a ser validado à Gol dentro do seu processo de recuperação judicial, diversos fundos especializados estão estudando a possibilidade de fazer uma oferta que irá competir que os recursos já levantados pela holding Abra junto aos seus credores, segundo fontes do Valor. Até o momento, nenhuma proposta teve veredicto final. Saiba mais…

    GPA (PCAR3)

    O GPA confirmou que tem negociações em curso para a venda de postos de gasolina da companhia localizados em diversas regiões do Brasil, por meio de várias transações com diferentes potenciais compradores, e do imóvel onde está localizada a sua sede administrativa na cidade de São Paulo. Saiba mais…

    Irani (RANI3)

    A Irani registrou baixa de 91,7% no lucro líquido no quarto trimestre de 2023 em relação a igual período de 2022, saindo de R$ 85,9 milhões para R$ 7,1 milhões. Saiba mais…

    Marisa (AMAR3)

    A Marisa Lojas informou que será realizada a 2ª emissão de notas comerciais escriturais em série única, com prazo de vencimento de 61 dias da Companhia. Saiba mais…

    Oi (OIBR3/OIBR4)

    A Oi já recebeu sete propostas não vinculantes pelo seu negócio de fibra ótica, a Oi Fibra, disseram fontes ao Broadcast. Essas ofertas partiram, principalmente, de fornecedores regionais de banda larga. Saiba mais…

    Petrobras (PETR3/PETR4)

    O Supremo Tribunal Federal (STF) começou a julgar nesta sexta-feira, 23, recursos de sindicatos de petroleiros que contestam a decisão que reverteu uma condenação trabalhista estimada em R$ 37,8 bilhões para a Petrobras, segundo relatório de demonstrações financeiras do 2º trimestre de 2023 da estatal. O julgamento é realizado em sessão virtual da 1ª Turma, composta por cinco ministros. A análise vai até a próxima sexta-feira, 1º de março. Saiba mais…

    O diretor de Transição Energética e Sustentabilidade da Petrobras, Mauricio Tolmasquim, disse nesta sexta-feira, 23, que a estatal vai reservar as unidades dedicadas de produção de combustíveis renováveis para a produção de combustível de aviação sustentável (SAF, na sigla em inglês). Saiba mais…

    Porto (PSSA3)

    A Porto Seguro anunciou que seu conselho de administração aprovou a renovação do seu programa de recompra de ações, com prazo máximo de um ano e início nesta quinta-feira. Saiba mais…

    Sabesp (SBSP3)

    A Justiça de São Paulo negou liminar pedida pelo Sindicato dos Trabalhadores de Água, Esgoto e Meio Ambiente do Estado de São Paulo (Sintaema) para adiar consulta e audiências públicas sobre o novo contrato de concessão da Sabesp. As audiências começam amanhã, sexta-feira (23). Saiba mais…

    Vale (VALE3)

    A Vale registrou lucro de US$ 2,418 bilhões de forma líquida (atribuível aos acionistas) no quarto trimestre de 2023 (4T23). Um ano antes, o lucro havia sido de US$ 3,724 bilhões. A queda anual, portanto, foi de 35,1%. Em relação ao terceiro trimestre deste ano houve alta de 14,7%. Saiba mais…

    Viveo (VVEO3)

    A Viveo aprovou a outorga de fiança em benefício de sua subsidiária integral Cremer no âmbito da 7ª emissão de debêntures simples, com valor nominal unitário de R$ 1.000,00 totalizando um montante de R$ 1 bilhão. Saiba mais…

    (Com informações da Forbes Money, TC Mover e Momento B3)

Deixe um comentário