ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for default Cadastre-se gratuitamente para obter cotações em tempo real, gráficos interativos, fluxo de opções ao vivo e muito mais.

Momento Cripto: Carteiras de BTC inativas movimentam $62,8 milhões, Degen Chain enfrenta paralização, e mais

LinkedIn

Carteiras de Bitcoin inativas há uma década movimentam US$ 62,8 milhões

Duas carteiras de Bitcoin (COIN:BTCUSD), inativas há mais de dez anos, ativaram-se no domingo (12) para transferir um total de 1.000 BTC, o que corresponde a mais de US$ 62,8 milhões nos preços atuais. Os endereços, que receberam 500 BTC cada um em 12 de setembro de 2013, quando o valor do Bitcoin era de cerca de US$ 124, realizaram as transferências quase simultaneamente. A origem e a intenção por trás dessas movimentações permanecem incertas, assim como a identidade dos proprietários das carteiras.

Interrupção na Degen Chain paralisa serviços de blockchain de camada 3

A Degen Chain, um blockchain de terceira camada baseado no Ethereum e focado no token meme Degen (COIN:DEGENUSD), enfrentou uma interrupção significativa, deixando de produzir novos blocos por mais de 11 horas. Este problema técnico afetou diversos aplicativos e serviços descentralizados associados à rede, como Relay Bridge e DegenSwap, impedindo a realização de transações. A equipe técnica, em colaboração com a Conduit, está trabalhando para resolver a situação. A Degen Chain é parte da infraestrutura Arbitrum Orbit e utiliza o Degen como seu token de gás nativo.

Bitcoin testa limites em mercado volátil

O Bitcoin (COIN:BTCUSD) experimenta um aumento 2,50% no início da tarde de segunda-feira, cotado em US$ 62.990, depois de atingir o pico de aproximadamente US$ 63.269 mais cedo. A criptomoeda demonstrou tentativas de ultrapassar a marca de US$ 64.000 várias vezes neste mês, todas sem sucesso. Essa oscilação sugere uma fase de consolidação no mercado, indicando que o Bitcoin pode permanecer estabilizado por algum tempo. Outras criptomoedas também apresentam ganhos nas últimas 24 horas, com o Ethereum (COIN:ETHUSD) em alta de 0,96%, o Solana (COIN:SOLUSD) subindo 2,15%, Ripple (COIN:XRPUSD) ganhando 1,91%, e Dogecoin (COIN:DOGEUSD) aumentando 7,6%.

Toncoin se aproxima de máximo histórico 

Recentemente, o Toncoin (COIN:TONCOINUSD) experimentou um crescimento expressivo, se aproximando do máximos histórico de US$ 7,77. Nas últimas 24 horas, o preço do token subiu 4,9% em 7,31, abaixo do preço máximo intradiário de 7,54. A criptomoeda, que vem sendo acumulada intensamente por grandes investidores, pode estar se preparando para uma correção após quebrar a resistência de US$ 7,6. Apesar do índice de força relativa (RSI) indicar uma condição de sobrecompra, a tendência altista poderia continuar por mais alguns dias antes de potencialmente entrar em correção. Se o mercado reverter, o preço pode cair para US$ 7 ou abaixo.

Retomada das entradas líquidas em ETFs de Bitcoin nos EUA após período de saídas

Na última semana, os ETFs de bitcoin à vista nos EUA registraram entradas líquidas de US$ 116,8 milhões, após quatro semanas de saídas que somaram mais de US$ 1 bilhão. O ETF da Grayscale (AMEX:GBTC) foi o único com saídas líquidas, totalizando US$ 171,1 milhões. Em contraste, o ETF da Fidelity (AMEX:FBTC) liderou as entradas, com US$ 111,3 milhões, seguido pelo ETF da Ark Invest (AMEX:ARKB), com US$ 82,8 milhões.

Marathon Digital explora gestão de energia renovável e criptomoedas no Quênia

A Marathon Digital (NASDAQ:MARA), uma das principais mineradoras de bitcoin, está colaborando com o governo queniano para explorar maneiras de gerenciar e monetizar a energia renovável do país por meio da mineração de bitcoin e para desenvolver seu sistema de criptomoedas. Segundo Jayson Browder, VP de assuntos governamentais da empresa, a Marathon está focada em otimizar recursos de energia renovável como geotérmica, eólica e solar. O projeto visa também apoiar o Quênia na criação de um regime regulatório para criptoativos.

Queda na dificuldade de mineração do Bitcoin beneficia grandes mineradores

A dificuldade de mineração do Bitcoin (COIN:BTCUSD) caiu cerca de 6% na última semana, marcando o maior declínio desde o inverno criptográfico de dezembro de 2022. Este ajuste é visto como benéfico para certos mineradores, conforme relatório da corretora Bernstein. A queda no hashrate, que é a capacidade computacional total usada na mineração, ocorreu devido aos altos custos e preços mais baixos do bitcoin, forçando a desativação de equipamentos mais caros. Isso resultou em um aumento da participação de mercado para os principais mineradores, que devem continuar consolidando essa vantagem por meio de expansões e fusões.

Ascensão de projetos DeFi sobre redes blockchain tradicionais

Nos últimos 24 horas, os projetos descentralizados de finanças (DeFi) Lido (COIN:LDOUSD) e Aave (COIN:AAVEUSD) superaram redes blockchain tradicionais como Bitcoin (COIN:BTCUSD), Ethereum (COIN:ETHUSD) e Solana (COIN:SOLUSD) em geração de taxas. Segundo o DeFillama, Lido arrecadou $2,34 milhões e Aave $1,85 milhão, enquanto Ethereum, Bitcoin e Solana obtiveram, respectivamente, $1,84 milhão, $1,34 milhão e $1,17 milhão. Esse aumento nas taxas destaca o interesse crescente dos usuários de criptomoedas em plataformas DeFi em detrimento das redes tradicionais.

Mudanças de liderança na dYdX: Antonio Juliano passa o bastão

Antonio Juliano, fundador da dYdX, uma exchange descentralizada de criptomoedas, anunciou sua saída do cargo de CEO. Em uma publicação no blog, Juliano revelou que assumirá as funções de presidente do conselho e da dYdX Trading Inc., enquanto Ivo Crnkovic-Rubsamen será o novo líder. Juliano afirmou que continuará sendo uma figura central na dYdX, embora não saiba o que o futuro reserva para ele pessoalmente.

A evolução da gestão financeira: a ascensão dos agentes inteligentes

Luke Saunders, CTO da Delphi Labs, sugeriu que a interface e a funcionalidade das ferramentas financeiras atuais em breve parecerão antiquadas, substituídas por agentes autônomos que operam com eficiência em plataformas de blockchain, oferecendo soluções transparentes, abertas e programáveis perfeitamente adaptadas para tais tecnologias. Segundo ele, as finanças serão geridas por agentes inteligentes, ou bots. Esses agentes, programados para operar autonomamente, poderão realizar transações e otimizar recursos financeiros em nosso nome, integrando-se perfeitamente às tecnologias de blockchain.

MoonPay investe US$ 1 milhão em defesa cripto bipartidária

MoonPay, uma empresa de infraestrutura de pagamentos em criptomoedas, doou US$ 1 milhão para o Stand With Crypto, um grupo pró-cripto liderado pela Coinbase Global (NASDAQ:COIN). O CEO da MoonPay, Ivan Soto-Wright, destacou a importância crítica das próximas eleições nos EUA para o futuro do setor, enfatizando o compromisso da empresa com a promoção de uma regulamentação clara e benéfica para a indústria. O grupo tem como objetivo apoiar políticos que favoreçam uma abordagem amigável e bipartidária à regulamentação cripto.

Liminal expande presença global com aprovação regulatória em Abu Dhabi

Liminal, empresa de custódia digital com sede em Cingapura, avançou em sua expansão internacional ao receber aprovação regulatória em Abu Dhabi. A filial First Answer da empresa no Oriente Médio foi autorizada pela Autoridade Reguladora de Serviços Financeiros do Mercado Global de Abu Dhabi para oferecer serviços de custódia na região. Este desenvolvimento segue uma série de aprovações regulatórias obtidas pela Liminal na Ásia-Pacífico e no Oriente Médio e Norte da África, fortalecendo sua posição para servir clientes institucionais em mercados estratégicos globais.

El Salvador amplia transparência com divulgação de reservas em Bitcoin

El Salvador fez um avanço significativo na adoção transparente do Bitcoin (COIN:BTCUSD), revelando publicamente as reservas detidas pelo país. O Escritório Nacional de Bitcoin de El Salvador anunciou que o país possui 5.748,76 BTC, equivalendo a cerca de US$ 360 milhões. Através do espaço mempool próprio, agora é possível verificar essas reservas online. Este anúncio vem junto ao compromisso do país de adquirir diariamente 1 BTC desde novembro de 2022, totalizando recentemente 30 BTC adicionais em um mês.

Filipinas testará stablecoin nacional atrelada ao peso local

O Banco Central das Filipinas (Bangko Sentral ng Pilipinas – BSP) aprovou um teste piloto para a PHPC, uma stablecoin lastreada no peso filipino, em colaboração com a provedora de carteira criptográfica Coins.ph. Esse teste será conduzido dentro da estrutura regulatória Sandbox do BSP, permitindo que a Coins.ph mantenha reservas em dinheiro equivalentes à quantidade de PHPC em circulação. O projeto visa avaliar o desempenho da stablecoin no ambiente real e explorar seu potencial para pagamentos e outras aplicações financeiras.

Lightning Labs testa emissão de stablecoins na rede Bitcoin

A Lightning Labs testou com sucesso a emissão de stablecoins no blockchain do Bitcoin. Durante o Financial Times Crypto and Digital Assets Summit, Elizabeth Stark, CEO da empresa, destacou a transação na Lightning Network usando o protocolo Taproot Assets. Stark enfatizou o potencial de “criptodólares e stablecoins” para resolver problemas reais e atrair mais usuários para os ativos digitais, focando em aplicações práticas ao invés de tendências passageiras.

Zest Protocol levanta US$ 3,5 milhões para inovação em empréstimos de Bitcoin

O Zest Protocol, focado em empréstimos de Bitcoin, arrecadou US$ 3,5 milhões para possibilitar que proprietários de Bitcoin gerem renda ao implementar seus ativos na rede. A rodada de financiamento foi liderada pelo bilionário Tim Draper e contou com a participação de Binance Labs e outros investidores. Utilizando a atualização Nakamoto e o ativo de ponte sBTC, o protocolo visa oferecer uma experiência de empréstimo nativa na blockchain do Bitcoin, expandindo as capacidades do Bitcoin no setor DeFi.

Deixe um comentário