Semanário Bovespa: indicador recua 1,74% durante a semana

LinkedIn

Ibovespa recuou 1,74% esta semana, executando movimentos de correção e com os investidores realizando seus lucros recentes. A Bolsa apresenta uma tendência positiva no curto e médio prazo, além de continuar “barata” para o capital internacional, segundo a Guide Investimentos. Os estrangeiros trouxeram R$ 9,549 bilhões para o mercado brasileiro em janeiro, o qual teve o 2º maior volume negociado da história, com uma média diária de R$ 9,09 bilhões. No exterior, o Federal Reserve, banco central americano, apontou para o aumento dos juros do país ao longo do ano, com base no crescimento da inflação e no fortalecimento do mercado de trabalho. No contexto político, a volta do recesso parlamentar começa a fortalecer as discussões sobre a Reforma da Previdência. As informações sobre a matéria se dividem entre assegurar que o governo possui o número de votos necessários para a aprovação e defender que a pauta seja debatida após as eleições.

Ontem, o indicador recuou 1,7%, cotado a 84.041,34 pontos.

Após 2 pregões em fevereiro, o índice desvalorizou 1,03%. Já se foi 1 fechamento positivo contra 1 negativo. Em janeiro, o indicador fechou com 84.912,70 pontos.

Já no comparativo com 2017, após 23 pregões, o Ibovespa subiu 10%. Já foram 15 fechamentos positivos contra 8 negativos. Ano passado, o índice fechou com 76.402,08 pontos.

Resumo da semana

Na segunda-feira (29/01), o Ibovespa recuou 0,97%, cotado a 84.692,02 pontos. No dia seguinte, ele recuou 0,25%, cotado a 84.482,46 pontos.

No meio da semana, o indicador subiu 0,51%, cotado a 84.912,7 pontos. Na quinta-feira (01/02), ele subiu 0,69%, cotado a 85.495,24 pontos.

Ontem, o indicador recuou 1,7%, cotado a 84.041,34 pontos.

Deixe um comentário