Boletim Focus - 22 de Janeiro de 2016

Na manhã do dia 25 de Janeiro de 2016, o Banco Central do Brasil (BC) divulgou a terceira edição de 2016 do Boletim Focus, relatório de mercado publicado semanalmente com as previsões de cerca de 100 (cem) analistas financeiros sobre diversos indicadores da economia brasileira.

A pesquisa do Banco Central foi realizada entre os dias 18 e 22 de Janeiro de 2016.

 

Principais destaques do Boletim Focus de 22 de Janeiro de 2016

Boletim Focus: Previsões sobre crescimento da inflação disparam

As principais instituições financeiras pioraram suas projeções para todos os indicadores inflacionários utilizados no país – IPCA, IGP-DI, IGP-M, IPC-FIPE e, até mesmo, os preços administrados pelo Governo apresentaram altas expressivas e sequenciais de suas previsões de fechamento em 2016 e 2017. A piora nas estimativas ocorre logo após o Banco Central (BC) do Brasil ter optado por manter a meta da Taxa Selic anual inalterada em 14,25%. Todo o mercado financeiro brasileiro esperava por uma elevação da taxa básica de juros, já previamente sinalizada pelos principais interlocutores do BC. Leia mais

Instituições financeiras passam a apostar em queda da Taxa Selic

Após o Banco Central (BC) ter mantido a taxa básica de juros inalterada em 14,25% na primeira reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), realizada na semana anterior, o mercado financeiro brasileiro deixou de apostar em um novo ciclo de alta ao longo deste ano. Pelo menos é o que indica o Boletim Focus divulgado nesta segunda-feira, 25 de janeiro de 2016. De acordo com o relatório, as instituições financeiras passaram a apostar que a Taxa Selic encerrará 2016 em 14,64% ao ano, valor ainda superior à taxa de juros atual, mas consideravelmente menor que a taxa de 15,25% prevista anteriormente para o fim de 2016. Leia mais

Instituições financeiras passam a apostar em nova alta do dólar em 2016

As previsões dos economistas do mercado financeiro brasileiro sobre a variação do dólar comercial em 2016 foram elevadas novamente na última edição do Boletim Focus, divulgada nesta segunda-feira, 25 de Janeiro de 2016. De acordo com o relatório do Banco Central (BC), o dólar norte-americano encerrará o ano cotado em R$ 4,30, valor cinco centavos mais caro do que a previsão de R$ 4,25 divulgada pelo Banco Central (BC) no relatório da semana anterior. Leia mais

Boletim Focus: Economistas já apostam que o PIB brasileiro cairá 3,0% em 2016

De acordo com a projeção das instituições financeiras que colaboram com Banco Central (BC) para elaboração do Boletim Focus, o Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro diminuirá 3,00% em 2016. Essa projeção é 0,01% pior que a divulgada no relatório da semana anterior. Esta é a décima-quarta vez nos últimos quinze relatórios em que as instituições financeiras pioram suas projeções sobre o PIB de 2016. Leia mais

 

Previsões econômicas do Boletim Focus de 22 de Janeiro de 2016

O Boletim Focus de 22 de Janeiro de 2016 provê a mediana das expectativas de mercado, para o ano de 2016 e 2017, sobre os indicadores cujos resultados ainda não foram divulgados oficialmente por seus respectivos institutos de pesquisa. Também provê a mediana das expectativas para os meses de Janeiro e Fevereiro de 2016.

O termo mediana refere-se à medida que especifica a tendência central das previsões econômicas projetadas pelas instituições econômicas consultadas pelo BC para elaboração do Boletim Focus, indicando exatamente o valor central do conjunto de dados coletados. É importante ressaltar que quando há uma quantidade ímpar de dados para determinado indicador, define-se a mediana como o número central dos dados coletados junto aos analistas. Entretanto, quando se tem uma quantidade par de números, define-se a mediana através da média aritimética da soma dos dois números centrais do conjunto de dados coletados.

A coluna Tendência nas tabelas descritas abaixo descreve se as projeções dos analistas sobre cada indicador estão aumentando (tendência de alta), diminuindo (tendência de baixa) ou permanecendo inalterada (tendência estável), em comparação com as projeções divulgadas no relatório imediatamente anterior. Expressa também o número de semanas em que vem ocorrendo o comportamento atual.

Mediana das previsões econômicas para 2016

Os principais economistas em atuação no país pioraram suas projeções para 2016 sobre a Produção Industrial, o Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M), o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), o Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI), o Índice de Preços ao Consumidor (IPC-FIPE), o Valor do Dólar Comercial, a Dívida Líquida do Setor Público, a Taxa de Crescimento dos Preços Administrados e o Produto Interno Bruto (PIB). Os analistas consultados também mantiveram suas projeções anteriores sobre o Investimento Direto no País. Por outro lado, demonstraram-se um pouco mais otimistas quanto ao desempenho da Balança Comercial, da Conta Corrente e da Meta da Taxa Selic.

2016 Unidade Projeção Anterior Projeção Atual Diferença Tendência
IPCA % 7,00 7,23 0,23 Alta (4)
IGP-DI % 6,48 6,96 0,48 Alta (3)
IGP-M % 6,60 6,75 0,15 Alta (4)
IPC-Fipe % 6,06 6,14 0,08 Alta (3)
Taxa de Câmbio R$ / US$ 4,25 4,30 0,05 Alta (1)
Taxa Selic % 15,25 14,64 -0,61 Baixa (1)
Dívida Líquida % 39,75 40,20 0,45 Alta (2)
PIB % -2,99 -3,00 -0,01 Baixa (1)
Produção Industrial % -3,47 -3,57 -0,10 Baixa (2)
Conta Corrente US$ Bilhões -38,00 -32,10 5,90 Alta (1)
Balança Comercial US$ Bilhões 35,50 37,45 1,95 Alta (2)
Investimento Estrangeiro US$ Bilhões 55,00 55,00 0,00 Estável (6)
Preços Administrados % 7,55 7,62 0,07 Alta (2)

Mediana das previsões econômicas para Janeiro de 2016

Para o primeiro mês de 2016, os analistas consultados pelo BC não melhoraram suas projeções sobre nenhum dos indicadores. A expectativa sobre o comportamento do Índice de Preços ao Consumidor (IPC-FIPE) e da Taxa Selic (Taxa de Juros) permaneceu inalterada. Enquanto que as previsões sobre o desempenho do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), do Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M), do Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI) e da cotação do Dólar Comercial (Taxa de Câmbio) foram pioradas.

Jan 2016 Unidade Projeção Anterior Projeção Atual Diferença Tendência
IPCA % 0,92 1,05 0,13 Alta (4)
IGP-DI % 0,68 0,90 0,22 Alta (2)
IGP-M % 0,67 0,72 0,05 Alta (1)
IPC-Fipe % 0,98 0,98 0,00 Estável (1)
Taxa de Câmbio R$ / US$ 4,03 4,04 0,01 Alta (5)
Taxa de Juros % 14,75 - -

Mediana das previsões econômicas para Fevereiro de 2016

Para o segundo mês de 2016, o Boletim Focus apontou uma piora nas projeções sobre o Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI), sobre a Taxa de Câmbio (Dólar Comercial), sobre o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), sobre o Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M) e sobre o Índice de Preços ao Consumidor (IPC-FIPE). Para a Taxa de Juros (Taxa Selic) não houve projeção de fechamento mensal para o segundo mês do ano.

Fev 2016 Unidade Projeção Anterior Projeção Atual Diferença Tendência
IPCA % 0,80 0,85 0,05 Alta (1)
IGP-DI % 0,57 0,62 0,05 Alta (2)
IGP-M % 0,59 0,60 0,01 Alta (1)
IPC-Fipe % 0,54 0,55 0,01 Alta (1)
Taxa de Câmbio R$ / US$ 4,05 4,07 0,02 Alta (4)
Taxa de Juros % - - -

Mediana das previsões econômicas para 2017

Com relação a 2017, os economistas demonstraram um maior pessimismo sobre o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), o Índice de Preços ao Consumidor (IPC-FIPE), o Índice Geral de Preços - Disponibilidade Interna (IGP-DI), a Dívida Líquida do Setor Público, a Produção Industrial, o Índice Geral de Preços - Mercado (IGP-M), o Produto Interno Bruto (PIB) e o Valor do Dólar Comercial. Mantiveram, por sua vez, suas previsões anteriores sobre a Taxa de Crescimento dos Preços Administrados e o Investimento Direto no País. Por outro lado, apresentaram um otimismo um pouco maior sobre a Meta da Taxa Selic, a Conta Corrente e a Balança Comercial.

2017 Unidade Projeção Anterior Projeção Atual Diferença Tendência
IPCA % 5,40 5,65 0,25 Alta (2)
IGP-DI % 5,30 5,50 0,20 Alta (1)
IGP-M % 5,28 5,48 0,20 Alta (5)
IPC-Fipe % 5,00 5,18 0,18 Alta (1)
Taxa de Câmbio R$ / US$ 4,30 4,40 0,10 Alta (3)
Taxa Selic % 12,88 12,75 -0,13 Baixa (1)
Dívida Líquida % 41,40 42,20 0,80 Alta (1)
PIB % 1,00 0,80 -0,20 Baixa (1)
Produção Industrial % 1,80 1,50 -0,30 Baixa (3)
Conta Corrente US$ Bilhões -32,00 -26,50 5,50 Alta (1)
Balança Comercial US$ Bilhões 38,80 40,00 1,20 Alta (2)
Investimento Estrangeiro US$ Bilhões 60,00 60,00 0,00 Estável (15)
Preços Administrados % 5,50 5,50 0,00 Estável (7)

 

Previsões econômicas Top 5 do Boletim Focus de 22 de Janeiro de 2016

Mensalmente, o BC divulga o ranking Top 5 das instituições que mais acertaram suas projeções divulgadas pelo Boletim Focus nos últimos seis meses. Dessa forma, é possível divulgar algumas previsões baseando-se apenas nas projeções dessas instituições.

Dessa forma, para o cálculo das medianas Top 5, descarta-se as duas menores e as duas maiores previsões coletadas junto as cinco instituições financeiras que mais vêm acertando suas projeções para cada indicador econômico descrito nas tabelas abaixo. Apenas a previsão central é considerada.

Já para o cálculo das médias Top 5, nenhum dado é descartado. A previsão média final é obtida através da média aritimética da soma dos cinco palpites coletados junto as instituições financeiras Top 5 de cada indicador.

Mediana top 5 das previsões econômicas para 2016

2016 Unidade Projeção Anterior Projeção Atual Diferença Tendência
IPCA % 6,92 7,18 0,26 Alta (2)
IGP-DI % 6,61 6,79 0,18 Alta (2)
IGP-M % 6,60 7,00 0,40 Alta (1)
Taxa de Câmbio R$ / US$ 4,18 4,25 0,07 Alta (1)
Taxa de Juros % 15,25 14,64 -0,61 Baixa (1)

Mediana top 5 das previsões econômicas para Janeiro de 2016

Jan 2016 Unidade Projeção Anterior Projeção Atual Diferença Tendência
IPCA % 0,96 1,09 0,13 Alta (4)
IGP-DI % 0,85 1,00 0,15 Alta (4)
IGP-M % 0,60 0,65 0,05 Alta (1)
Taxa de Câmbio R$ / US$ 4,04 4,07 0,03 Alta (2)
Taxa de Juros % 14,75 - -

Mediana top 5 das previsões econômicas para Fevereiro de 2016

Fev 2016 Unidade Projeção Anterior Projeção Atual Diferença Tendência
IPCA % 0,77 0,85 0,08 Alta (2)
IGP-DI % 0,63 0,70 0,07 Alta (3)
IGP-M % 0,50 0,58 0,08 Alta (1)
Taxa de Câmbio R$ / US$ 4,05 4,08 0,03 Alta (2)
Taxa de Juros % - - #VALUE!

Mediana top 5 das previsões econômicas para 2017

2017 Unidade Projeção Anterior Projeção Atual Diferença Tendência
IPCA % 5,02 4,92 -0,10 Baixa (1)
IGP-DI % 5,75 5,75 0,00 Estável (1)
IGP-M % 5,80 5,80 0,00 Estável (2)
Taxa de Câmbio R$ / US$ 4,25 4,30 0,05 Alta (1)
Taxa de Juros % 12,25 12,63 0,38 Alta (2)

Média top 5 das previsões econômicas para 2016

2016 Unidade Projeção Anterior Projeção Atual Diferença Tendência
IPCA % 6,99 7,36 0,37 Alta (4)
IGP-DI % 6,55 6,66 0,11 Alta (4)
IGP-M % 6,53 6,85 0,32 Alta (2)
Taxa de Câmbio R$ / US$ 4,16 4,22 0,06 Alta (1)
Taxa de Juros % 15,04 14,48 -0,56 Baixa (2)

Média top 5 das previsões econômicas para Janeiro de 2016

Jan 2016 Unidade Projeção Anterior Projeção Atual Diferença Tendência
IPCA % 0,92 1,08 0,16 Alta (4)
IGP-DI % 0,82 0,99 0,17 Alta (14)
IGP-M % 0,64 0,72 0,08 Alta (1)
Taxa de Câmbio R$ / US$ 4,04 4,08 0,04 Alta (2)
Taxa de Juros % 14,75 - -

Média top 5 das previsões econômicas para Fevereiro de 2016

Fev 2016 Unidade Projeção Anterior Projeção Atual Diferença Tendência
IPCA % 0,78 0,85 0,07 Alta (2)
IGP-DI % 0,64 0,69 0,05 Alta (4)
IGP-M % 0,51 0,60 0,09 Alta (1)
Taxa de Câmbio R$ / US$ 4,07 4,11 0,04 Alta (2)
Taxa de Juros % - - -

Média top 5 das previsões econômicas para 2017

2017 Unidade Projeção Anterior Projeção Atual Diferença Tendência
IPCA % 5,07 5,24 0,17 Alta (2)
IGP-DI % 5,70 5,70 0,00 Estável (1)
IGP-M % 5,77 5,77 0,00 Estável (2)
Taxa de Câmbio R$ / US$ 4,07 4,11 0,04 Alta (1)
Taxa de Juros % 12,46 12,59 0,13 Alta (2)

Seu Histórico Recente
BOV
VALE5
Vale PNA
BOV
IBOV
iBovespa
BOV
PETR4
Petrobras
BOV
IGBR3
IGB SA
FX
USDBRL
Dólar EUA ..
Ações já vistas aparecerão nesta caixa, facilitando a volta para cotações pesquisadas anteriormente.

Registre-se agora para criar sua própria lista de ações customizada.

Ao acessar os serviços da ADVFN você estará de acordo com os Termos e Condições

P: V:br D:20220118 13:30:04