Fluxo Cambial Brasileiro em 2019

Encerrada a trigésima oitava semana do ano, o Brasil apresenta um fluxo cambial negativo de US$ 8,887 bilhões no acumulado de 2019. Esse resultado é fruto de um saldo comercial acumulado positivo de US$ 14,127 bilhões e de um saldo financeiro acumulado negativo de US$ 23,014 bilhões.

No primeiro mês do ano, o balanço entre a entrada e a saída de dólares ficou positiva em US$ 55 milhões. No segundo mês, o fluxo cambial ficou positivo em US$ 8,626 bilhões. No terceiro mês, período que contou com dezenove dias úteis, o fluxo ficou negativo em US$ 4,237 bilhões. Em Abril, o país registrou déficit cambial de US$ 1,625 bilhões. Já em Maio, o fluxo cambial brasileiro fechou no campo positivo em US$ 346 milhões. No sexto mês de 2019, o país apresentou um fluxo cambial negativo de US$ 8,286 bilhões. Em julho, o país acumulou um saldo positivo de US$ 2,912 bilhões em seu fluxo cambial. No total de agosto, o Brasil apresentou um fluxo cambial negativo de US$ 4,317 bilhões. Para setembro, após três semanas, o fluxo cambial encontra-se negativo em US$ 2,362 bilhões.

Fluxo Cambial Saldo Comercial Saldo Financeiro Saldo Total Saldo Acumulado
JAN - US$ 0,497 Bi US$ 0,552 Bi US$ 0,055 Bi US$ 0,055 Bi
FEV  US$ 2,070 Bi  US$ 6,556 Bi  US$ 8,626 Bi  US$ 8,681 Bi
MAR  US$ 2,863 Bi - US$ 7,101 Bi  - US$ 4,237 Bi  US$ 4,444 Bi
ABR  US$ 4,126 Bi - US$ 5,751 Bi  - US$ 1,625 Bi  US$ 2,819 Bi
MAI  US$ 1,495 Bi - US$ 1,149 Bi  US$ 0,346 Bi  US$ 3,164 Bi
JUN  US$ 0,148 Bi  - US$ 8,434 Bi  - US$ 8,286 Bi - US$ 5,121 Bi
JUL  - US$ 0,682 Bi   US$ 3,595 Bi   US$ 2,912 Bi  - US$ 2,209 Bi
AGO  US$ 4,229 Bi  - US$ 8,545 Bi - US$ 4,317 Bi  - US$ 6,526 Bi
SET  US$ 0,375 Bi  - US$ 2,737 Bi  - US$ 2,362 Bi - US$ 8,887 Bi
OUT        
NOV        
DEZ        

 

Entenda o que é Fluxo Cambial

O fluxo cambial indica o volume de divisas externas que entram ou saem do Brasil. Ele é calculado com base nos saldos do fluxo financeiro (investimentos em títulos, remessas de lucros e dividendos ao exterior e investimentos estrangeiros diretos, entre outras operações) e do fluxo comercial (operações de câmbio relacionadas a exportações e importações).

Fluxo Cambial = Saldo Comercial + Saldo Financeiro

O volume de moedas estrangeiras que entram e saem do Brasil é divulgado semanalmente pelo Banco Central (BC), com os valores convertidos em dólares norte-americanos. A divulgação do fluxo cambial em bases semanais é realizada desde 1982, ano de início da série histórica do indicador.

Fluxo Cambial Positivo

Quando o saldo do fluxo cambial é positivo significa que entraram no país, em determinado período, mais divisas – expressas em dólar – do que saíram. Ou seja, somando todos os valores que entraram e que saíram entre as operações comerciais e financeiras do Brasil com os demais países, o total de valores (previamente convertidos em dólares norte-americanos) que entrou no país foi superior ao que saiu.

Fluxo Cambial Negativo

Quando o saldo do fluxo cambial é negativo significa que saíram do país, em determinado período, mais divisas – expressas em dólar – do que emtraram. Ou seja, somando todos os valores que entraram e que saíram entre as operações comerciais e financeiras do Brasil com os demais países, o total de valores (previamente convertidos em dólares norte-americanos) que saiu do país foi superior ao que entrou.

 

Fluxo Cambial x Cotação do Dólar

O fluxo cambial demonstra a quantidade de fluxos de capital, que são direcionados para dentro e para fora do país por investidores estrangeiros. Um fluxo de capital positivo é essencial para a economia de mercados em desenvolvimento e emergentes. Ele contribui para o aumento de investimentos e para o financiamento de eventuais déficits em conta.

Um fluxo cambial positivo tende a aumentar a oferta de dólar no país, diminuindo a pressão compradora, o que faz com que o preço da moeda norte-americana caia ante o real. Por outro lado, um fluxo cambial negativo tende a diminuir a oferta de dólar no país, aumentando a pressão compradora, o que faz com que o preço da moeda norte-americana suba ante o real.

Uma entrada de dólares no país maior do que a esperada deve ser considerada como um fator positivo (bullish) para o real brasileiro (BRL). Por sua vez, uma saída de dólares acima do esperado deve ser tomada como um fator negativo (bearish) para o BRL.

Seu Histórico Recente
BOV
VALE5
Vale PNA
BOV
IBOV
iBovespa
BOV
PETR4
Petrobras
BOV
IGBR3
IGB SA
FX
USDBRL
Dólar EUA ..
Ações já vistas aparecerão nesta caixa, facilitando a volta para cotações pesquisadas anteriormente.

Registre-se agora para criar sua própria lista de ações customizada.

Ao acessar os serviços da ADVFN você estará de acordo com os Termos e Condições

P: V:br D:20191024 00:31:26