Dollar Week: moeda desvaloriza 1,91% com condenação de Lula no caso do triplex do Guarujá

LinkedIn

dólar recuou 1,91%, enquanto o mercado passava a semana reagindo ao julgamento em segunda instância do ex-presidente Lula pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região. O pestista estava recorrendo às acusações de corrupção e lavagem de dinheiro e à condenação a nove anos e seis meses determinada pelo Juiz Federal Sérgio Moro. Os três desembargadores responsáveis pelo julgamento decidiram por unanimidade confirmar a pena imposta ao ex-presidente e aumentaram o tempo de reclusão para 12 anos e um mês. A condenação enfraquece a possível candidatura de Lula à presidência este ano, por causa da Lei da Ficha Limpa. O mercado avalia o pestista como o candidato menos favorável às reformas estruturais e a sua inegibilidade aumenta a possibilidade de um político de centro e comprometido com o ajuste fiscal ser eleito.

Onte, a moeda teve queda de 0,31%, cotada a R$ 3,1394  para compra e R$ 3,1402 para venda.

Após 18 pregões no mês, a moeda desvalorizou 5,26%. Já se foram 12 pregões negativos, contra 6 positivos. No último pregão de dezembro, o dólar fechou cotado a R$3,3133  para compra e R$ 3,3144 para venda.

Em 2018, após 18 pregões, o dólar apresenta uma desvalorização de 5,26%. Já se foram 6 pregões em alta, contra 12 em baixa. Em 2016, a divisa dos Estados Unidos fechou cotada a R$ 3,3133 para compra e a R$ 3,3144 para venda.

Resumo da Semana

Na segunda-feira (22), o dólar teve alta de 0,25%, cotado a R$ 3,2085  para compra e R$ 3,2092 para venda. No dia seguinte, ele subiu 0,9%, cotado a R$ 3,2374  para compra e R$ 3,2381 para venda.

No dia do julgamento de Lula (24), a moeda teve uma queda de 2,44%, cotada a R$ 3,1581  para compra e R$ 3,1590 para venda. Na sexta-feira, após o feriado em São Paulo, ela caiu 0,31%, cotada a R$ 3,1394  para compra e R$ 3,1402 para venda.

Deixe um comentário