ADVFN Logo ADVFN

Não encontramos resultados para:
Verifique se escreveu corretamente ou tente ampliar sua busca.

Tendências Agora

Rankings

Parece que você não está logado.
Clique no botão abaixo para fazer login e ver seu histórico recente.

Hot Features

Registration Strip Icon for charts Cadastre-se para gráficos em tempo real, ferramentas de análise e preços.

‘Maior contribuinte do Brasil', ações da Petrobras fecham em queda após pagamento de R$ 246 bi em tributos em 2019

LinkedIn

Em entrevista na noite de ontem, o presidente Roberto Castello Branco lembrou que a Petrobras é a maior contribuinte do Brasil e disse estar confiante de que os negócios já assinados, mas que ainda não foram liquidados, serão concluídos.
As ações da empresa fecharam o dia em queda. As ações ordinária (BOV:PETR3) fecharam a 16,16 (-2,8%) e as ações preferenciais (BOV:PETR4) fecharam em queda de 3,5% sendo cotadas a R$ 15,80.
Bradesco BBI e Ágora mantem recomendação neutra para as ações preferenciais, com preço-alvo em R$ 18,50 e R$ 16,00 respectivamente.
A estatal teve  um crescimento de 34,91% no pagamento de tributos sobre 2018, quando pagou R$ 182,4 bilhões. O relatório fiscal inclui o pagamento de todos os tipos de impostos e taxas, incluindo royalties, às três esferas do poder executivo: União, Estados e municípios.
“A Petrobras é o maior contribuinte do país, de longe. Se a Petrobras for dirigida de forma responsável contribui para o desenvolvimento da sociedade, porque esse montante vai financiar educação, investimento em saneamento básico, segurança pública e saúde, todos os fins que o Estado deve dar” escreveu o presidente da estatal, Roberto Castello Branco.
O programa de desinvestimentos da Petrobras poderá sofrer alguns atrasos, mas se mantém “intacto”, mesmo diante da crise econômica desencadeada pela pandemia do novo coronavírus e frente ao choque de preços do petróleo no mercado internacional.

A estatal tem oito transações já assinadas, mas ainda pendentes de conclusão, que totalizam US$ 2,75 bilhões, dos quais a companhia já recebeu US$ 159,5 milhões como sinal. Dessas operações, sete envolvem ativos de exploração e produção (E&P), sensíveis aos preços do petróleo

Ele explicou que algumas transações ainda têm que obedecer a “condições precedentes”. E citou o exemplo da venda da Liquigás, para a Copagaz e Nacional Gás, que ainda depende do aval do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade). “Os compradores estão firmes, esperando”, disse.

Castello Branco disse também que o mercado doméstico de combustíveis vive uma “grande contração”. Ele citou que as vendas de gasolina registram uma queda da ordem de 60%, enquanto a demanda por diesel está 40% menor.

O executivo destacou que, em meio à desvalorização do petróleo no mercado internacional, a companhia tem feito reduções significativas nos preços dos combustíveis no mercado interno. E cobrou que os ajustes da petroleira cheguem ao consumidor final.

“Espero que os demais elos da cadeia, como distribuidores e revendedores se comportem como bons capitalistas e não como inimigos do capitalismo que prosperam em cima da sociedade e minam a crença popular no funcionamento do livre mercado”, afirmou Castello Branco.

Em comunicado na quarta-feira (15), a Petrobras informou que começou a hibernação de 62 plataformas em campos de águas rasas das bacias de Campos, Sergipe, Potiguar e Ceará. Segundo a empresa, as unidades não apresentam “condições econômicas para operar com preços baixos de petróleo e são ativos em processos de venda”.

 Sobe o número de infectados por coronavírus em empresas de exploração de petróleo

 A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) atualizou nesta quinta-feira (16) os casos de coronavírus e o número subiu para 162 casos confirmados em empresas do setor de exploração e produção (E&P).
O número de casos suspeitos subiu para 1020 nessas empresas mas não há registro de mortes por covid-19 entre os profissionais da área.

“As empresas vêm diminuindo ao mínimo o número de pessoas a bordo, para reduzir a exposição dos trabalhadores à covid-19, e vêm estabelecendo procedimentos de contingência para manutenção das operações de forma segura e em conformidade com a regulação, o que vem sendo acompanhado diariamente pela ANP”, disse a agência.

Deixe um comentário