Confira os Indicadores Econômicos desta terça-feira (17/08/2021) - Fed, IGP-10, PIB, Vendas no Varejo…

LinkedIn

Confira os principais indicadores econômicos de hoje, em destaque o presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, forneceu poucas pistas sobre os próximos passos do banco central norte-americano ou sobre em que nível está a discussão para a retirada gradual da acomodação durante bate-papo com estudantes, mas voltou a dizer que a recuperação completa do mercado de trabalho dos Estados Unidos está longe de acontecer.

Brasil

  • IGP-10 subiu 1,18% em agosto, acumulando de 16,88% no ano

O Índice Geral de Preços – 10 (IGP-10) subiu 1,18% em agosto. No mês anterior, o índice havia variado 0,18%. Com esse resultado, o índice acumula alta de 16,88% no ano e de 32,84% em 12 meses. Em agosto de 2020, o índice subira 2,53% no mês e acumulava elevação de 11,84% em 12 meses.

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA) subiu 1,29% em agosto. No mês anterior, o índice havia registrado queda de 0,07%. Na análise por estágios de processamento, os preços dos Bens Finais variaram de 1,27% em julho para 1,60% em agosto. A principal contribuição para este resultado partiu do subgrupo alimentos in natura, cuja taxa passou de -2,21% para 5,12%.

O índice relativo a Bens Finais (ex), que exclui os subgrupos alimentos in natura e combustíveis para o consumo, variou 0,97% em agosto. No mês anterior, a taxa havia sido 1,58%.

  • IPC-Fipe subiu 1,35% na segunda quadrissemana de agosto

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC), que mede a inflação na cidade de São Paulo, subiu 1,35% na segunda quadrissemana de agosto, acelerando em relação à alta de 1,18% observada na primeira quadrissemana do mês, segundo dados publicados nesta terça-feira (17) pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

Cinco dos sete itens do IPC-Fipe apresentaram variação positiva: Habitação (de 1,39% na primeira quadrissemana de agosto a 1,62%); Alimentação (de 1,92% a 2,06%); Transportes (de 0,95% a 1,08%); Despesas Pessoais (de 0,87% a 1,18%); e Saúde (de 0,04% a 0,05%). Por outro lado, as altas de Vestuário (de 0,22% a 0,21%); e Educação (de 0,09% a 0,01%) desaceleraram.

Europa

  • Taxa de desemprego do Reino Unido caiu para 4,7% nos trimestre até junho

A taxa de desemprego do Reino Unido nos três meses terminados em junho caiu para 4,7%, 0,2 ponto percentual (pp) abaixo do que o trimestre anterior, segundo dados do escritório federal de estatísticas do país, o National Statistics.

O número de funcionários da folha de pagamento mostrou outro aumento mensal, de 182 mil para 28,9 milhões em julho de 2021. No entanto, permanece 201 mil abaixo dos níveis pré-pandemia de covid-19. Com o relaxamento de muitas restrições, o total de horas trabalhadas aumentou no trimestre, porém ainda está abaixo dos níveis pré-pandêmicos.

Houve uma estimativa de 953 mil vagas de emprego em maio a julho de 2021, um recorde, tendo crescido 290 mil em comparação com o trimestre anterior e 168 mil a mais do que o nível pré-pandemia, de janeiro a março de 2020.

  • PIB da zona do euro subiu 2,0% no segundo trimestre

O Produto Interno Bruto (PIB) da zona do euro no segundo trimestre subiu 2,0% na comparação com os três meses anteriores e avançou 13,7% em relação ao segundo trimestre de 2020, segundo dados revisados publicada pela agência de estatísticas Eurostat.

Os dados confirmam a leitura preliminar. No primeiro trimestre de 2021, o PIB da zona do euro havia encolhido 0,3% na comparação trimestral e 1,3% em base anual.

Na União Europeia (UE), o PIB teve alta de 1,9% no segundo trimestre em relação ao trimestre anterior, e avançou 13,2% em relação ao segundo trimestre de 2020, confirmando a leitura anterior. No primeiro trimestre de 2021, o PIB encolheu de 0,1% em base trimestral e 1,3% em termos anuais.

Estados Unidos

  • Vendas no varejo dos EUA caem 1,1% em julho

Os compradores nos Estados Unidos reduziram suas compras em julho ainda mais do que o esperado, já que as preocupações com a variante delta da Covid-19 reduziram a atividade e o estímulo governamental diminuiu.

As vendas no varejo no mês caíram 1,1%, pior do que a estimativa do Dow Jones de queda de 0,3%.

Excluindo automóveis, as vendas caíram 0,4%, de acordo com os dados do Departamento de Comércio divulgados na terça-feira.

Os mercados mostraram pouca reação inicial às notícias, com os futuros vinculados ao Dow Jones Industrial Average caindo em mais de 200 pontos e os rendimentos dos títulos do governo mais baixos em toda a linha.

  • Índice de confiança das construtoras de moradias dos Estados Unidos caiu para 75 pontos em agosto

O índice de confiança das construtoras de moradias dos Estados Unidos, medido pela Associação Nacional de Construtores (NAHB) e pelo banco Wells Fargo, caiu para 75 pontos em agosto, seu nível mais baixo desde julho do ano passado, após marcar 80 pontos (dado revisado) em julho.

A previsão era de 80 pontos. O componente que mede as condições atuais de vendas regrediu de 76 para 81 pontos. O subíndice que mede o tráfego de compradores potenciais desacelerou de 65 para 60 pontos, enquanto o subíndice que mede a expectativa de vendas para os próximos seis meses ficou estável em 81 pontos.

O índice de confiança no mercado de imóveis é calculado a partir de uma pesquisa com as construtoras sobre as condições atuais e de curto prazo do setor. Um valor acima de 50 indica que mais integrantes da pesquisa consideram as condições de vendas “boas”, em vez de “fracas”. O resultado é ajustado sazonalmente.

  • Fed: recuperação do mercado de trabalho nos EUA está distante

O presidente do Federal Reserve (Fed), Jerome Powell, forneceu poucas pistas sobre os próximos passos do banco central norte-americano ou sobre em que nível está a discussão para a retirada gradual da acomodação durante bate-papo com estudantes, mas voltou a dizer que a recuperação completa do mercado de trabalho dos Estados Unidos está longe de acontecer.

“O mercado de trabalho sofreu com a pandemia, mas há uma recuperação em curso, acompanhando a retomada da economia. Sentimos que há um desejo das pessoas de voltarem a trabalhar, mas esse processo de reintegração leva tempo. Ainda estamos distantes da recuperação completa do mercado de trabalho”, afirmou.

Ásia

=> Os resultados de indicadores dos países asiáticos saem após o encerramento das negociações das Bolsas ocidentais, em virtude do fuso horário, portanto, apenas  disponíveis no próximo dia, aguarde para mais atualizações…

Deixe um comentário