M. Dias Branco, líder nos mercados de biscoitos e massas do Brasil, registrou lucro líquido de R$ 37,8 milhões no balanço do 1º trimestre deste ano, uma alta de 152% na comparação com o mesmo período de 2021.

A receita líquida avançou 26,8%, para R$ 1,89 bilhão, enquanto o volume ficou 5,4% maior, somando 376 mil toneladas.

Ebitda – lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização – da companhia somou R$ 88,9 milhões, uma alta de 87,6%, com uma margem de 4,7% (+1,5 p.p.).

O aumento do Ebitda e da margem deve-se ao crescimento das vendas, com aumento de preço médio e crescimento dos volumes, e aos ganhos de produtividade e eficiência em nossa estrutura de custos e despesas. O resultado mais fraco no mês de janeiro foi consequência de um descasamento temporário entre aumento dos custos e readequação dos preços, no qual fica evidente a recuperação do Ebitda e margem Ebitda ao longo do 1T21.

Do total do volume, houve alta de 10,9% no montante de vendas de biscoitos, para 107,6 mil toneladas, enquanto de massas aumentou 7%, para 76,6 mil toneladas.

De acordo com a empresa, a fatia de mercado em biscoitos, em termos de volume, atingiu 33,5%, aumento de 1 ponto porcentual, e em massas chegou a 30,7%, queda de 2 pontos porcentuais.

Segundo a empresa, o destaque em termos de receita ficou por conta do aumento sequencial dos volumes e do preço médio ao longo do primeiro trimestre.

Enquanto o volume subiu 5,4%, o preço médio subiu 20,3%. “Houve crescimento de receita líquida, volumes e preço médio nas duas regiões comerciais, Ataque (Sul, Sudeste e Centro-Oeste) e Defesa (Norte e Nordeste)”, acrescentou.

As despesas com vendas representaram 18,7% da receita líquida, frente 22,1% de um ano antes, enquanto as administrativas somaram 3,2%, ante 3,8% de um ano antes.

Os investimentos da M.Dias totalizaram R$ 50,2 milhões no 1T22, alta de 23,3% frente o primeiro trimestre de 2021, com destaque para investimentos em sistemas; equipamentos para unidade moageira de Bento Gonçalves; e redução de gramatura.

No 1T22, as disponibilidades líquidas geradas pelas atividades operacionais totalizaram R$ 27,9 milhões (+141% vs. 1T21), com alavancagem de 1,4 vez (dívida líquida pelo ebitda últimos 12 meses).

Conforme a empresa, a alavancagem foi maior que a registrada nos últimos trimestres em função dos JSCP Extraordinários de R$ 588,2 milhões pagos em 18/02/22.

“A Companhia segue com a classificação AAA e perspectiva estável pela Fitch Ratings”, acrescentou.

Os resultados da M.Dias Branco (BOV:MDIA3) referentes às suas operações do primeiro trimestre de 2022 foram divulgados no dia 16/05/2022. Confira o Press release na íntegra!

* Com informações da ADVFN, RI das empresas, Valor, Infomoney, Estadão, Reuters

M.DIAS BRANCO ON (BOV:MDIA3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Nov 2022 até Dez 2022 Click aqui para mais gráficos M.DIAS BRANCO ON.
M.DIAS BRANCO ON (BOV:MDIA3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Dez 2021 até Dez 2022 Click aqui para mais gráficos M.DIAS BRANCO ON.