Europa fecha majoritariamente em meio a tensões inflacionárias

LinkedIn

As bolsas europeias fecharam o último pregão da semana em queda, revertendo ganhos do início do pregão com os investidores focados na aceleração da inflação e nas decisões de bancos centrais.

“A sessão começou bem com uma recuperação geral graças ao aumento na Ásia. E tudo isso depois de uma conversa entre Biden e Xi, a primeira em muito tempo. Mas esse efeito diminuiu e o mau ambiente macroeconômico com o perigo de estagflação voltou a prevalecer”, segundo o analista da Serenity Markets, José Luis Cárpatos.

Ele destacou que a presidente da unidade do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano) de Cleveland, Loretta Mester, disse que o tapering pode começar, mesmo que os dados de emprego não tenham saído bons. “Outro membro do Fed dizendo o mesmo”, ressaltou Cárpatos.

A Bolsa de Madri cai mais de 1% e liderou as perdas na região, em meio a pressão sobre o setor elétrico, para o qual o governo espanhol prepara reformas para reduzir o impacto dos altos preços da eletricidade na conta dos consumidores.

Por fim, os investidores continuaram a digerir a decisão de ontem do Banco Central Europeu (BCE). O banco anunciou que iria abrandar o ritmo do programa de compra de emergência pandêmica (PEPP, na sigla em inglês) de 1,85 trilhão de euros para o resto do ano.

Euro Stoxx 50 (STOXX:SX5E) índice formado pelas 50 ações com maior liquidez, fechou em baixa de -0,2%, sendo cotado a 4.167,70.

Confira o Ranking dos papéis que mais subiram e caíram na Euronext.

O índice FTSE 100 (FTSE:UKX), principal indicador de desempenho do mercado acionário do Reino Unido representando a variação das cem principais companhias da Inglaterra, fechou em alta, cotado a 7.029,20. Veja o desempenho de todos os ativos da terra da rainha.

Em Paris, o Índice CAC 40 (EU:PX1), composto por ações das 40 maiores companhias negociadas na Bolsa de Valores da Euronext Paris, caiu -0,3%.

Na Itália, o índice BIT (BITI:FTSEMIB), composto por ações das 40 maiores companhias negociadas na Bolsa de Valores de Milão, representando 10 diferentes setores da economia italiana desvalorizou -0,8%.

Confira o Toplist da principal bolsa italiana.

Na Alemanha, o índice DAX (DBI:DAX), composto pelas ações das 30 de empresas negociadas na Bolsa de Valores de Frankfurt (Deutsche Börse), fechou em baixa de 0,09%, sendo cotado a 15.609,81. Confira o ranking completo dos papéis negociados na Alemanha.

Deixe um comentário