Destaques de Wall Street de quarta-feira (26/01): Boeing, AT&T, Kimberly-Clark, DraftKings e outros

LinkedIn

Esse é o Destaque Wall Street do dia 26 de janeiro de 2022, com tudo o que você precisa saber sobre as empresas negociadas nas bolsas americanas!

Principais assuntos do dia

Para começar o dia bem informado, leia o nosso Bom dia ADVFN – Decisão do Fomc, Brasil na OCDE e IPCA no radar

Os futuros de ações subiram na quarta-feira após outra sessão de grande volatilidade para o mercado, enquanto os investidores aguardam os resultados de uma reunião do Federal Reserve que deve definir o tom para 2022.

Os futuros do Dow Jones subiram cerca de 384 pontos, ou +1,12%. Os futuros do S&P 500 subiram +1,49%. Os futuros do Nasdaq 100 subiram +2,14%.

As ações da Tesla subiram 3,6% com o fabricante de veículos elétricos programado para relatar os lucros trimestrais após o fechamento do mercado. A Moderna subiu 2,8% no pré-mercado, recuperando-se depois de cair por oito dias seguidos.

O Fed deve concluir sua reunião de política de dois dias na quarta-feira e fazer um anúncio à tarde. O banco central não deve fazer nenhuma mudança de política, mas os investidores procurarão pistas sobre quando – e por quanto – o Fed aumentará as taxas de juros ainda este ano. É improvável que a recente volatilidade do mercado impeça o Fed de implementar quatro ou mais aumentos nas taxas de juros este ano.

Os rendimentos do Tesouro saltaram acentuadamente para começar o ano em antecipação de uma política monetária mais apertada do Fed. Na semana passada, o rendimento das notas de 10 anos de referência quebrou brevemente acima de 1,9%. Os rendimentos subiram na manhã de quarta-feira, com o título de 10 anos perto de 1,79%.

Destaques corporativos de Wall Street para hoje

Boeing (BA, BOEI34) – A Boeing reportou um prejuízo de US$ 7,69 por ação no quarto trimestre, pois recebeu US$ 4,4 bilhões em cobranças relacionadas a vários problemas, incluindo atrasos na entrega do jato 787 widebody. Analistas esperavam uma perda de US$ 0,42 centavos por ação. A Boeing gerou fluxo de caixa positivo no trimestre, pela primeira vez desde o primeiro trimestre de 2019, e as ações subiram 1,1% no pré-mercado. Saiba Mais…

AT&T (T, ATTB34) – A AT&T ganhou 1% no pré-mercado depois de relatar lucro e receita do quarto trimestre acima do esperado. A AT&T superou as estimativas por 2 centavos com um lucro trimestral ajustado de US$ 0,78 centavos por ação, ajudado pelo forte crescimento de sua unidade HBO Max. Saiba Mais…

Corning (GLW, G1LW34) – A Corning subiu 7,7% nas negociações de pré-mercado após reportar lucros e receitas trimestrais acima do esperado. A empresa de ciência de materiais também divulgou uma previsão otimista, pois vê crescimento em áreas como componentes ópticos, ciências da vida e automotiva. Saiba Mais…

Kimberly-Clark (KMB, KMBB34) – As ações da empresa de produtos de consumo caíram 4,4% no pré-mercado após emitir uma orientação de receita e lucro mais fraca do que o esperado. A Kimberly-Clark, no entanto, reportou lucro e receita acima das expectativas para o quarto trimestre. Saiba Mais…

DraftKings (DKNG, D2KN34) – As ações da empresa de apostas esportivas saltaram 6,7% no pré-mercado depois que o Morgan Stanley a elevou para “overweight” de “in-line”. A empresa disse que o mercado de apostas esportivas e jogos dos EUA provavelmente será muito grande, com apenas alguns vencedores, e que o DraftKings será um deles.

Microsoft (MSFT, MSFT34) – A Microsoft divulgou um lucro trimestral de US$ 2,48 por ação, 17 centavos acima das estimativas, com receita também superando as previsões de Wall Street. A Microsoft também deu uma previsão otimista para o trimestre atual, já que a receita de serviços em nuvem continuou a apresentar forte crescimento. A Microsoft subiu 3,8% nas negociações de pré-mercado. Saiba Mais…

Texas Instruments (TXN, TEXA34) – A Texas Instruments ganhou US$ 2,27 por ação no último trimestre, em comparação com uma estimativa de consenso de US$ 1,94 e receita também acima das estimativas. A fabricante de chips divulgou uma perspectiva que superou as previsões dos analistas em meio à forte demanda contínua por semicondutores. As ações subiram 4,3% no pré-mercado. Saiba Mais…

F5 (FFIV, F1FI34) – A F5 caiu 13% nas negociações de pré-mercado depois que a orientação trimestral atual da empresa de segurança em nuvem ficou abaixo das previsões dos analistas. Também cortou sua perspectiva para o ano inteiro, devido em parte ao impacto dos problemas da cadeia de suprimentos.

Mattel (MAT) – A Mattel subiu 7,9% nas negociações de pré-mercado depois que o Wall Street Journal informou que a Mattel recuperou os direitos de produzir brinquedos baseados na franquia “Frozen” da Walt Disney da Hasbro (HAS, H1AS34). A Hasbro caiu 1,7%.

Navient (NAVI) – Navient caiu 11,7% no pré-mercado depois que a empresa de serviços de empréstimos estudantis relatou uma perda trimestral em meio a despesas mais altas e receita em queda.

(Com CNBC)

Deixe um comentário