A Petrobras e a siderúrgica francesa Vallourec assinaram acordo para avaliar oportunidades de cooperação tecnológica envolvendo a produção e uso do chamado bio-óleo, de origem vegetal e cem por cento renovável. A estatal já produz o diesel-verde, que está sendo usado por ônibus em Curitiba, Paraná, com mistura de 5% no diesel fóssil.

“Em alinhamento ao Programa de BioRefino da Petrobras, que alia sustentabilidade e geração de valor, o bio-óleo integra mais uma frente de descarbonização da empresa, que vem investindo na utilização de matérias-primas renováveis no processo de refino”, afirmou a Petrobras em nota.

Ao contrário das petrolíferas europeias, que investem na produção de energia renovável, seja solar ou eólica, a Petrobras (BOV:PETR3) (BOV:PETR4) tem buscado reduzir a emissão de gases efeitos estufa (GEE) da própria atividade, produzindo combustíveis mais limpos.

O óleo-bio é resultante da condensação de gases produzidos durante a transformação da madeira das florestas plantadas e certificadas de eucalyptus em carvão vegetal. Os testes irão avaliar o comportamento e eficiência do alcatrão vegetal como matéria-prima para o processo de refino.

“Com isso, a estimativa é gerar produtos com índice de emissão de gases de efeito estufa 70% inferiores em relação aos obtidos com produtos fósseis equivalentes”, disse a estatal em nota.

O projeto está em fase de testes no Centro de Pesquisas e Inovação da Petrobras (Cenpes) e tem potencial para ser utilizado como matéria-prima na geração de produtos renováveis da Petrobrás.

O acordo firmado com a Vallourec prevê estudos e testes, já em andamento, para aproveitar o produto mais puro gerado no processo de produção de carvão vegetal da Vallourec, por meio do seu equipamento de carbonização contínua.

Informações Broadcast

PETROBRAS ON (BOV:PETR3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Jul 2022 até Ago 2022 Click aqui para mais gráficos PETROBRAS ON.
PETROBRAS ON (BOV:PETR3)
Gráfico Histórico do Ativo
De Ago 2021 até Ago 2022 Click aqui para mais gráficos PETROBRAS ON.