O que é uma opção de venda (put)?

Uma opção de venda (put) confere ao seu titular o direito de vender um determinado ativo (ativo-objeto) pelo preço estabelecido no contrato da opção, durante determinado período de tempo ou em uma data pré-determinada.

O titular é o investidor que comprou a opção de venda no mercado, adquirindo o direito de vender o ativo-objeto a ele referente. Ao comprar o contrato de opção de venda, o titular deve pagar ao lançador, à vista, um valor (prêmio). O lançador de uma opção de venda é o investidor que, por intermédio de uma corretora de valores mobiliários, vendeu a opção no mercado mediante o recebimento do prêmio, assumindo assim, perante a bolsa de valores, a obrigação de comprar o ativo-objeto previsto no contrato, após ser comunicado de que sua posição foi exercida pelo titular da opção. O titular da opção de venda não é obrigado a exercer o seu direito de vender o ativo-objeto durante o período de validade do contrato. Entretanto, caso o titular da opção de venda decida exercer o seu direito, o lançador é obrigado a comprar o ativo-objeto pelo preço de exercício (strike).

 

Qual o objetivo de uma opção de venda?

Prover proteção (hedge) ao investidor que possui um determinado ativo contra a desvalorização deste ativo no mercado.

 

Quando comprar uma opção de venda?

O investidor compra uma opção de venda de determinado ativo-objeto quando identifica um grande potencial de desvalorização deste ativo-objeto no mercado.

 

Quando vender uma opção de venda?

O investidor vende uma opção de venda de determinado ativo-objeto quando identifica um grande potencial de valorização deste ativo-objeto no mercado.

 

Como lucrar com uma opção de venda?

O titular (comprador) de uma opção de venda pode lucrar de 1 (uma) maneira:

a) vendendo a opção de venda por um prêmio de valor mais alto do que o valor pago para adquirí-la.

O lançador (vendedor) de uma opção de venda pode lucrar de 2 (duas) maneiras:

a) recomprando a opção de venda por um prêmio de valor mais baixo do que o valor recebido quando a vendeu.

b) recebendo o valor do prêmio no ato da venda da opção de venda e não sendo exercido até a data de vencimento.

 

Como ter prejuízo com uma opção de venda?

O titular (comprador) de uma opção de venda pode ter prejuízo de 3 (três) maneiras: 

a) vendendo a opção de venda por um prêmio de valor mais baixo do que o valor pago para adquirí-la.

b) exercendo o direito de venda do ativo-objeto.

c) não vendendo a opção de venda e não exercendo o seu direito de venda do ativo-objeto. Neste caso, o valor total do prejuízo resume-se ao valor do prêmio pago para adquirir a opção de venda.

O lançador (vendedor) de uma opção de venda pode ter prejuízo de 2 (duas) maneiras:

a) recomprando a opção de venda por um prêmio de valor mais alto do que o valor recebido quando a vendeu.

b) comprando o ativo-objeto do titular caso este exerça o seu direito de venda.

 

Entenda como funciona uma opção de venda

Diversas transações de nosso dia-a-dia utilizam os princípios de um contrato de opção de venda, como, por exemplo, a compra de uma apólice de seguros. Um seguro é um acordo cujo pagamento da indenização depende da ocorrência do sinistro contra o qual se procurou proteção.

Para adquirir esta apólice de seguro, você tem que pagar um prêmio para a companhia de seguros. O objetivo de quem adquire algum tipo de seguro é o de preservar ao máximo o valor do ativo-objeto da apólice de seguro. Normalmente, não se adquire um seguro para se tentar lucrar com ele, mas sim, para minimizar o seu prejuízo na eventual ocorrência de um sinistro.

Por outro lado, a companhia de seguros visa, basicamente, lucrar com o valor do prêmio pago pelo segurado, apostando na improbabilidade da ocorrência do sinistro. Tanto a companhia de seguros, quanto o segurado, não desejam que o sinistro ocorra. Imagine que você fez um seguro para o seu carro. Os seguros de carro, normalmente, têm duração de um ano. Por este seguro, você pagou a seu corretor R$ 1.500,00. Caso o seu carro seja roubado neste período de um ano, você tem o direito a uma indenização no valor de R$ 35.000,00.

Traduzindo esta situação utilizando a terminologia do mercado de opções: você (titular) comprou um contrato de opção de venda cujo ativo objeto é o seu carro, pagando R$ 1.500,00 de prêmio ao vendedor (lançador). Este contrato tem validade de 365 dias e o preço de exercício do direito de venda do ativo-objeto é R$ 35.000,00.

Seu Histórico Recente
BOV
VALE5
Vale PNA
BOV
IBOV
iBovespa
BOV
PETR4
Petrobras
BOV
IGBR3
IGB SA
FX
USDBRL
Dólar EUA ..
Ações já vistas aparecerão nesta caixa, facilitando a volta para cotações pesquisadas anteriormente.

Registre-se agora para criar sua própria lista de ações customizada.

Ao acessar os serviços da ADVFN você estará de acordo com os Termos e Condições

P:41 V:br D:20181020 14:49:36